Roger admite atuação fraca do Grêmio: "Abrimos mão do nosso jogo"

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio ganhou, mas Roger Machado não aprovou. Depois da vitória por 1 a 0 diante do Coritiba, o treinador disse que seu time pecou durante todo o jogo e sofreu com a pressão de um adversário que quebrou a maneira do tricolor jogar.

"O adversário se sentiu mais confortável na partida, nos pressionou mais alto e abrimos mão do nosso jogo. Nosso jogo é de aproximação, pegávamos a bola e ficávamos longe. A gente não tem jogador com estatura para ganhar a primeira bola, então a gente perdia a primeira. Ficou um jogo de transição, as coberturas não chegavam a tempo e por vezes deixavam expostos zagueiros e laterais", disse Roger.

No primeiro tempo, Douglas aproveitou lambança da defesa do Coritiba e abriu o placar aos 20 minutos. Mas o time visitante seguiu criando oportunidades. Geromel salvou em cima da linha. Na etapa final, após apagão de parte do sistema de iluminação da Arena, a equipe do Paraná acertou o travessão e continuou em cima.

"A gente esteve um passo abaixo, mas também pela qualidade do adversário. E a dificuldade que eles nos impuseram. Por sermos o time maior, no estadual ficamos mais com a bola e somos contra-atacados. Quando enfrentamos times da Série A, somos testados de outra forma. O nosso modelo é criar pequenos triângulos, losangos no campo para avançar com apoios. Quando o Coritiba nos pressionou, fomos para a primeira bola e aí ficou ruim. Quero acreditar que tenha sido uma noite não tão especial", comentou o treinador.

O Grêmio volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Veranópolis. Na sexta, o time pega o São José-POA em jogo antecipado. Os dois duelos serão válidos pelo Gauchão. No sábado, o tricolor embarca para o México, onde enfrenta o Toluca, dia 17, na estreia do grupo seis da Copa Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos