Ronaldinho relembra golaço em jogo à meia-noite: "É quando estou acordado"

Do UOL, em São Paulo

Ronaldinho Gaúcho nunca escondeu seu gosto pela vida boêmia. Suas saídas noturnas já preocuparam dirigentes e técnicos que trabalharam com o craque. Apesar dos comentários negativos que seus hábitos geram no Brasil, foi em uma madrugada que o brasileiro marcou um dos gols mais bonitos de sua passagem pelo Barcelona.

Na madrugada de 3 de setembro de 2003, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Espanhol daquela temporada, Barcelona e Sevilha entraram em campo à meia-noite.

O horário incomum do duelo foi resultado de uma manobra de bastidores dos dirigentes catalães. A intenção do Barcelona era garantir a presença dos jogadores que seriam dispensados para jogar na semana seguinte pelas seleções nacionais, além de atender à exigência da Liga Espanhola a respeito de um intervalo de pelo menos 48 horas entre duas partidas de um clube.

Para evitar um fracasso de público, o Barcelona decidiu abrir os portões do Camp Nou com três horas de antecedência para promover uma espécie de piquenique para seus torcedores.

Empresas locais gostaram da proposta e forneceram amostras grátis de diversos tipos de alimentos na entrada do estádio. Três humoristas foram convidados para entreter o público enquanto a bola não rolava. O episódio ficou conhecido como "a noite do Gaspacho", uma alusão a uma sopa distribuída aos fãs.

A iniciativa foi um sucesso: 80 mil torcedores estiveram no Camp Nou naquela madrugada.

A comilança e os shows humorísticos, no entanto, serviram apenas como aperitivo, já que Ronaldinho, o mexicano Rafa Márquez e o português Quaresma estrearam no duelo contra o Sevilla.

O jogo terminou empatado em 1 a 1, mas quem topou encarar a madrugada no Camp Nou foi presenteado com o primeiro lance genial do brasileiro com a camisa do Barcelona. Aos 13 minutos do segundo tempo, Ronaldinho arrancou de antes do meio-campo, driblou dois adversários e, de muito longe, acertou um lindo chute.

Mais de onze anos depois do golaço, Ronaldinho falou ao jornal Mundo Deportivo de forma descontraída sobre o feito. "Tudo começou na 'noite do gaspacho'. Me disseram: 'Jogaremos à meia-noite'. Primeiro pensei que era uma piada. Quando vi que era verdade, disse para mim mesmo: 'Perfeito! Essa é a minha hora. É quando estou acordado'".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos