Denis revela conversa com Ceni, agradece ídolo e festeja 100 jogos pelo SP

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO/CRIS BOURONCLE

Sucessor e Rogério Ceni, o goleiro Denis completará 100 jogos pelo São Paulo nesta quarta-feira, na decisão pela primeira fase da Copa Libertadores contra o Cesar Vallejo, do Peru. Na antevéspera do confronto, o agora camisa 1 concedeu entrevista coletiva no CT da Barra Funda e falou sobre os sete anos de espera até virar titular da equipe, além de revelar uma conversa com Ceni no início da temporada.

"Foram sete anos esperando, jogando alguns jogos e ficando fora a maioria. Não me arrependo em momento algum. Foi muito importante ter ficado esse tempo todo aqui. Aprendi muito, cresci muito. Trabalhei ao lado de uma pessoa excelente, um excelente profissional. Nesses sete anos agradeço muito por ter aprendido bastante", disse Denis, nesta segunda-feira.

"Fico muito feliz de completar uma marca tão lega para mim num jogo tão importante. Marca importante para mim, substituindo o maior ídolo do clube. Se falando de Rogério, até que joguei bastante nesses sete anos. Era um jogador que não gostava de ficar fora", completou.

Nesta quarta-feira, basta um bom desempenho de Denis para que o São Paulo se classifique para a fase de grupos da Libertadores. O empate por 0 a 0 ou qualquer vitória simples dá a vaga ao clube do Morumbi, que jogará no Pacaembu - o primeiro jogo, no Peru, terminou em empate por 1 a 1.

"Conversei com o Rogério um pouco antes de começar o Paulistão. Ele foi bem legal, me desejou sorte, falou para eu continuar trabalhando e ter tranquilidade", falou Denis. "Primeiro jogo com casa cheia e eu jogando com a camisa número 1. É um jogo muito importante para mim", completou.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos