Tite confirma estreia de Giovanni e revela bronca em meia que errou pênalti

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Os torcedores que forem à Arena Corinthians nesta quinta-feira (11) poderão ver de perto a estreia de Giovanni Augusto. Ele será relacionado por Tite para o duelo contra o Capivariano, pela 3ª rodada do Campeonato Paulista, a partir das 21h. A tendência é que fique no banco de reservas. 

A informação foi dada pelo próprio treinador, que também completou afirmando que André, outro que foi contratado do Atlético-MG, ficará mais tempo em treinamento antes de poder estrear.

"Giovanni vai para o jogo e André ainda não porque precisa de um trabalho físico", afirmou o comandante.

Em seguida, ele confirmou que Maycon, garoto que foi destaque entre os vice-campeões da Copa São Paulo de Futebol Juniores, vai ser titular.

"Ele tem a confiança e a compreensão de poder errar. Ele vai jogar bem. Ele tem dinâmica boa, tem rodinha no pé, é ágil, troca de direção, sabe infiltrar. Tem um nível de concentração muito alto", comentou. 

Matheus Pereira é outro jogador da base que, em breve, terá chance de vestir a camisa do profissional. O atleta ficou marcado pelo pênalti batido com cavadinha e que acabou com a bola para fora. Tite revelou que conversou com ele na frente de todo o grupo sobre o erro.

"Matheus, na vida a gente erra e aprende. E eu vou falando não, que não gosto. Mas vou dizer: nunca mais na sua vida erre pênalti assim. Erre pênalti igual ao Rodriguinho, igual ao Danilo, ou eventualmente... Se tu tá com placar de 3, 4 a 0... Nem assim ia bater. Não é recurso técnico. Eu não entendo. O recurso técnico pode botar de outra forma. Mas quando tu vai cavar, não é pela responsabilidade. Vai, treina e melhora. E eu estou falando pelo seu bem. E falei na frente de todos. E não no sentido de cobrança, no sentido que precisa aprender", revelou. 

Tite ainda comentou a respeito da saída de Cristian, que procura um clube para ser emprestado. 

"O lado humano e respeito são muito grandes. O senso competitivo (dele) é muito grande. O que não aconteceu ano passado é retomar ritmo, uma sequência de jogos e infelizmente no Corinthians eu não consigo fazer isso. Estarei mentindo se fizer isso. Ano passado ele se machucou quando teve oportunidade de ter sequência. Eu vejo isso e coloquei para ele, talvez duro do atleta sentir, mas com muito respeito da minha parte, por todo o passado e história dentro do clube. Para retomar, para ter sequência de jogos e de uma equipe que permita. Um empréstimo, seja de curto prazo, para retornar 'jogado'. Vejo isso em termos profissionais para sua retomada pelas características", disse. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos