Mulher diz que jogador do Huracan teme por carreira após acidente de ônibus

Do UOL, em São Paulo

  • Twitter/Reprodução

    Ônibus do Huracan capotou a caminho do aeroporto

    Ônibus do Huracan capotou a caminho do aeroporto

Depois da classificação para a fase de grupos da Libertadores, os jogadores do Huracan sofreram um acidente de ônibus na Venezuela, a caminho do aeroporto. O meia Patricio Toranzo foi quem mais sofreu consequências com o acidente e seu estado de saúde chegou a criar polêmica na Argentina. De acordo com sua mulher, a maior preocupação do jogador é se "poderá jogar novamente".

"Por sorte, eu escutei notícias boas. Ele só pergunta se vai poder seguir jogando futebol e se o que dizem os médicos é verdade", falou Tamara Alves em entrevista ao jornal Olé.

A mulher do atleta confirmou que ele teve de passar por uma cirurgia nos pés pelo acidente. "Tiveram que fazer uma cirurgia em uma pequena parte dos dedos e esta tarde vão lhe dar alta", completou.

O médico do clube, Fernando Locaso, chegou a dizer à ESPN Argentina que Toranzo teve de amputar parcialmente quatro dedos do pé. Essa notícia foi desmentido na sequência por Alejandro Nadur, presidente do time.

Na chegada do time à Argentina, os dirigentes do clube não falaram sobre o estado de saúde do jogador para evitar novas polêmicas. O Huracan voltou para solo argentino em um voo do governo venezuelano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos