Flu tinha outros planos para Osvaldo, mas atacante segue calvário no clube

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C.

Ele chegou ao Fluminense em 2015 com status de titular. A realidade, porém, está bem distante do que Osvaldo imaginava ao assinar contrato com o novo clube. O ano passado não foi bom e se esperava um recomeço na atual temporada. O atacante até fez toda a pré-temporada no time principal.

A tão sonhada sequência, porém, não veio com a chegada dos jogos oficiais. Nos quatro jogos disputados até o momento, Osvaldo participou de dois, sempre como reserva. No total, ele ficou em campo por apenas 37 minutos.

De fato, Osvaldo está em baixa no Fluminense. Em 2015, o atacante ficou no banco de reservas para Marcos Júnior. Nesta temporada, Danielzinho roubou a vaga da dupla e tem sido escalado no time titular pelo técnico Eduardo Baptista.

"Não podemos desanimar. Fiz uma boa pré-temporada e agora espero seguir dando sequência", disse o jogador à Rádio Tupi após jogo contra o Volta Redonda, na estreia do Campeonato Carioca.

O fato é que a vida de Osvaldo está cada vez mais complicada no Fluminense. Até mesmo Magno Alves, que vivia situação ainda mais incômoda em 2015, está sendo mais aproveitado que o ex-atacante do São Paulo.

Na temporada passada, Osvaldo ainda teve oportunidades para mostrar seu futebol. Em 24 jogos, ele foi titular em dez, sendo aproveitado em 13  dos outros 14 duelos do Tricolor. Situação diferente a deste ano, quando já foi duas vezes para o banco e sequer entrou em campo. O calvário continua. E piorou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos