'Lenda' pela raça, zagueiro da Bulgária na Copa de 1994 morre aos 50 anos

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/CSKA Sofia

Destaque da seleção da Bulgária na Copa de 1994, o ex-zagueiro Trifon Ivanov morreu neste sábado aos 50 anos após sofrer uma parada cardíaca.

Apelidado de 'Lobo' por causa de seu visual, Ivanov disputou 77 partidas pela Bulgária e teve papel importante no 4º lugar do país na Copa do Mundo de 1994, realizada nos EUA. Foi a melhor campanha do país em sua história em Copas. Ele também se destacou na disputa da Eurocopa em 1996, na Inglaterra.

Além dos resultados, Ivanov virou uma espécie de lenda na Internet por conta de seu estilo raçudo - alguns poderiam dizer até "viril" - de jogar, em contraposição ao futebol moderno mais cheio de "não-me-toque". Ele não tirava o pé nas divididas e isso o fez virar até nome de campeonato de futebol de jornalistas, em São Paulo.

A União de Futebol da Bulgária foi a responsável pela divulgação da morte do ex-jogador, lamentando o ocorrido. "Trifon Ivanov ficará na história do futebol búlgaro como um dos melhores defensores. Antes de ser um bom jogador, ele era um homem incrível e com um grande coração. Todos nós lamentamos a morte de um querido amigo. Fique em paz, Trifon", disse o comunicado.

Reprodução
 Na sua carreira, Ivanov teve mais destaque pelo CSKA Sofia (Bulgária), Real Betis (Espanha) e Rapid Vienna (Áustria). 

E não foi só pelos times pelos quais jogou que Ivanov ficou conhecido. Ele também ficou famoso por suas figurinhas nas Copas de 1994 e 1998 e é conhecido por muitos fãs como "o jogador mais legal do mundo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos