Corintianos e são-paulinos entram em confronto em estrada antes de clássico

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

Corintianos e são-paulinos entraram em confronto anel viário Magalhães Teixeira neste domingo (14), horas antes de a bola rolar na Arena Corinthians, pela 4ª rodada do Paulistão.

O encontro foi na altura de Valinhos. O anel faz a ligação entre as três rodovias mais importantes da Região Metropolitana de Campinas (RMC): D. Pedro I (SP-065), Anhanguera e Bandeirantes

De acordo com a empresa responsável pela administração da estrada, não houve contato físico entre os rivais porque os corintianos conseguiram escapar antes que os são-paulinos chegassem. Os são-paulinos, no entanto, tentaram destruir o ônibus dos corintianos e, enquanto depredavam o veículo, foram interrompidos pela Polícia Militar.

Houve bloqueio da via por mais de duas horas e a intervenção até de helicóptero Águia da Polícia Militar. Um guincho retirou o ônibus quebrado. 

Carros que estavam na estrada precisaram inverter o sentido e chegaram até a passar pelo canteiro central para conseguir entrar no outro sentido. 

Ainda segundo a administradora da estrada, não há informações de pessoas feridas com gravidade. 

CONFIRA A NOTA OFICIAL DA CONCESSIONÁRIA:

As câmeras de monitoramento da Concessionária Rota das Bandeiras flagraram um confronto no início da tarde deste domingo entre torcedores do São Paulo e do Corinthians no anel viário Magalhães Teixeira (SP-083), em Valinhos, próximo ao entroncamento com a rodovia Anhanguera.

O incidente passou a ser monitorado às 12h27, após a ligação de uma usuária da rodovia para o Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária, relatando a presença de torcedores do São Paulo no acostamento. De dentro da central, um policial rodoviário também acionou reforço de equipes policiais para controlar a situação.

Com paus e pedras, torcedores destruíram dois ônibus da torcida do Corinthians, que também estavam parados no acostamento. Houve correria na rodovia durante cinco minutos. Assustados, motoristas deram marcha à ré na rodovia e outros cruzaram o canteiro central para pegar a pista contrária.

A situação foi controlada após a chegada de reforço policial ao local, com equipes das polícias Militar, Rodoviária e do Helicóptero Águia. Para a dispersão dos torcedores, foram lançadas bombas.

A equipe de tráfego da Concessionária fez um bloqueio a partir do Trevo de Valinhos, 4km antes do local de conflito, para evitar que outros motoristas passassem pela região. A interdição ocorreu das 12h30 às 14h32.  Um guincho da Concessionária também foi utilizado para auxiliar na remoção de um dos ônibus da torcida do Corinthians.

Todas as imagens estão à disposição da polícia, para possível identificação dos torcedores. O CCO da Rota das Bandeiras possui 79 câmeras de monitoramento. A Rota das Bandeiras é uma empresa da Odebrecht Rodovias, que reúne os investimentos da Odebrecht TransPort em concessões rodoviárias. A Odebrecht TransPort desenvolve, implanta e opera projetos nas áreas de mobilidade urbana, portos, aeroportos e sistemas integrados de logística.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos