Pênalti em dois tempos de Messi já foi feito antes. E nem sempre deu certo

Do UOL, em São Paulo

Pênalti em dois tempos nem sempre deu certo

Causou surpresa a cobrança de pênalti de Messi na goleada do Barcelona contra o Celta, 6 a 1. Em vez de chutar ao gol, o craque argentino tocou a bola para Suárez, que finalizou com êxito. Embora estranha, a jogada não é nova.

Johan Cruyff já havia convertido pênalti dessa maneira. O lance ocorreu em 1982; Cruyff defendia o Ajax contra o Helmond Sport. O holandês tocou de lado para Olsen, que devolveu para o chute de Cruyff.

O pênalti cobrado por Messi contra o Celta, aliás, teria sido em homenagem a Cruyff.

Mas nem sempre deu certa a tática de converter o pênalti em mais de um toque. Defendendo o Arsenal na temporada de 2005, o francês Pires tentou tocar para Henry na cobrança. Mas Pires errou o toque e a bola ficou parada na sua frente, sendo recuperada pelos adversários.

O pênalti em dois tempos deu certo em duelo pela terceira divisão da Eslováquia (veja vídeo acima).

 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos