Santos busca parcerias com agentes e clubes para se desfazer de 'renegados'

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos FC

    Meias Leandrinho e Léo Cittadini puxam a fila de atletas que podem ser negociados

    Meias Leandrinho e Léo Cittadini puxam a fila de atletas que podem ser negociados

A diretoria do Santos busca parceiros para se desfazer de atletas não aproveitados pelo técnico Dorival Júnior. Além de investidores, com entrada no mercado internacional, o alvinegro praiano busca parcerias com outros clubes, entre eles, Fortaleza e Linense.

A lista de atletas conta com Lucas Otávio, Leandrinho, Lucas Crispim, Fernando Medeiros, Serginho, Léo Cittadini e até Marquinhos, que pertencia ao Audax e, mesmo sendo pouco aproveitado em 2015, teve seu contrato renovado por mais uma temporada.

A diretoria santista esperava utilizar o Campeonato Paulista para avaliá-los e buscar futuros negócios, mas já percebeu que Dorival Júnior não dará muitas oportunidades a este grupo de jogadores.

Sem dinheiro em caixa devido ao prejuízo milionário pela não classificação para a Copa Libertadores da América, o clube busca alternativas.

O argentino Patito Rodriguez, alvo de grande investimento em 2012, emprestado ao Johor, da Malásia, é um dos poucos avaliados enquanto Dorival reorganiza suas peças de confiança e aguarda por reforços no setor ofensivo. O atacante argentino chegou a atuar na reta final do Campeonato Brasileiro de 2014, com Enderson Moreira, mas a pedido do próprio treinador não continuou no clube para o ano seguinte.

"Não tenha dúvida. Com resposta dele (Patito), é natural (renovação). Depende também da resposta dele com o clube. É sempre uma troca. Optei pela permanência dele, tem qualidade para isso. O conhecia de antes, no Independiente, o indiquei para o Atletico-MG entre 2010 e 2011. Ele pode exercer a função que era de Geuvânio e Marquinhos Gabriel", afirmou Dorival.

Além de Patito, comissão técnica e diretoria não incluem o meia Elano na lista de negociáveis. O meia é outro que espera ser utilizado no Estadual para definir suas pretensões. Após de já ter avisado que encerraria a carreira ao fim da competição, o jogador disse publicamente que pode renovar contrato com o Santos até dezembro.

Com a não classificação para a Libertadores, o Santos perdeu uma volumosa quantia, uma vez que a competição sul-americana aumentou as sua premiação. Neste ano, o campeão faturará cerca de 40% a mais do que do que na temporada passada, chegando próximo aos R$ 30 milhões, fora as arrecadações com a bilheteria dos jogos como mandante. Sem esta verba, o clube paulista busca "fazer dinheiro" com atletas encostados ou economizar com salários mensais, no mínimo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos