Advogado diz que Neymar não previa crescimento de imagem e não burlou Fisco

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Receita Federal moveu dois processos contra Neymar

    Receita Federal moveu dois processos contra Neymar

Em meio a dois processos movidos pela Receita Federal e Ministério Público sobre fraudes fiscais, Neymar tem se focado em jogar futebol pelo Barcelona. Nesta quarta-feira, seu advogado, Gustavo Xisto, prestou alguns esclarecimentos sobre o caso, dizendo que o jogador nunca criou empresas com objetivo de sonegar impostos e não tinha ideia de que sua imagem cresceria tanto.

"Na verdade, todos os pagamentos dos tributos foram feitos na pessoa jurídica. A empresa Neymar Sports Marketing, que os sócios são pai e mãe, desde 2006, quando Neymar tinha 14 anos, eles criaram essa empresa para receber valores de imagem do Santos. Ela recebeu e formalizou diversos contratos comerciais com diversas empresas pelo mundo afora. Ele não deixou de pagar imposto, quem pagou foi essa empresa que era detentora dos direitos.

A Receita entendeu que não, que ela teria sido criada para desviar tributos. Como se ele fosse imaginar que fosse potencializar a imagem como foi em 2014. Ele não quis burlar a receita federal e deixar de pagar imposto. Isso foi construído lá atrás e se perpetuou. A Receita entendeu que isso foi uma forma de burlar o Fisco. Teria uma diferença de alíquota da pessoa física para jurídica" explicou Xisto, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

O advogado do jogador também falou sobre a situação na Espanha; segundo ele, apesar de ter prestado depoimento, Neymar, assim como sua família, não são réus nem acusados de nada pela justiça espanhola.

"Essa afirmação de que o Fisco espanhol está atrás do Neymar e família em busca de receita e tributos não é verdadeira. Essa repetição exaustiva do tema vai tornando verdade algo que não é. Neymar pai, Junior e as empresas não sofrem nenhum processo do Fisco espanhol. A demanda é contra o Barcelona, Sandro Rosell (ex-presidente) e Bartomeu, atual presidente, por questões fiscais. Cobram do Barcelona. O Neymar pai e empresas não são parte disso, foram ouvidos como testemunhas. Não existe nenhuma demanda na Espanha contra ele, eles não são réus, não são investigados, e não fazem parte desta demanda", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos