Diego Souza brilha e Flu vence o Cruzeiro em jogo de sete gols no Mineirão

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Prova de fogo para Cruzeiro e Fluminense nesta noite de quarta-feira no Mineirão. Os dois clubes convivem com desconfianças por causa de um futebol pouco convincente neste início de ano, mas travaram um duelo de vida ou morte valendo a sobrevivência na Primeira Liga. Com atuação de destaque de Diego Souza, as equipes fizeram um jogo muito aberto e emocionante que terminou com sete gols e a vitória do Fluminense por 4 a 3.

Somente no primeiro tempo, Diego Souza anotou dois gols e uma assistência, Scarpa marcou um golaço e Rafael Silva balançou as redes por duas vezes. Na etapa final, Arrascaeta empatou para o Cruzeiro, mas Diego Souza voltou a colocar o Flu em vantagem e garantir a vitória.

No complemento da rodada, o Atlético-PR recebe o Criciúma na quarta-feira que vem. No final de semana, o Cruzeiro entra em campo pelo Campeonato Mineiro, diante do Tricordiano, em Sete Lagos, enquanto o Fluminense pega ninguém menos que o rival Flamengo, pelo Carioca.

O jogo

Início de jogo com o cenário já conhecido para o torcedor celeste. O Cruzeiro variou muito suas jogadas e movimentação dos atletas foi mais uma vez a particularidade do time. Com poucos minutos, Arrascaeta tabelou com Miño e presenteou Rafael Silva, responsável por driblar Cavalieri e abrir o marcador em um lance com a cara da nova filosofia de Deivid. Defensivamente é que as coisas não funcionaram tão bem, mais uma vez. Sem conseguir se organizar com competência, a zaga anfitriã bateu cabeça em alguns momentos e foi salva minutos depois pelo gol bem anulado de Diego Souza. Começava ali o show do camisa 10 tricolor.

Quando imprimia velocidade pelos lados, o Flu conseguia deixar o Cruzeiro confuso. Apesar de uma nova postura mais fechada e menos exposta, a equipe do Rio não deixou de atacar. Diego Souza 'arrumou' um pênalti ao cruzar no braço de Fabiano e ele mesmo empatou o jogo. Cinco minutos depois, a virada veio de novo com o meia, aproveitando o cruzamento de Wellington Silva, após ótima descida pela direita. Ainda sentindo o baque, o Cruzeiro cochilou e viu Diego Souza servir Gustavo Scarpa, autor de um foguete, golaço. Ainda antes do intervalo, o time da casa voltou para o jogo, novamente com Rafael Silva, diminuindo o marcador.

Hat-trick de Diego Souza

Clima quente também no segundo tempo. Alertado pelo árbitro sobre as intensas reclamações, Deivid acabou expulso. Das cabines, o treinador viu Pedrinho comandar o time e repetir uma estratégia bastante utilizada. Ao promover o atacante Élber, o auxiliar apostou da qualidade individual para fazer a diferença e viu surtir o efeito. O garoto participou da jogada que gerou o gol de Arrascaeta, deixando tudo igual no Mineirão.

O cenário da etapa final não parecia ser tão bom quanto do primeiro tempo, mas os gols continuaram saindo. Novamente com Diego Souza. A arbitragem pegou um novo pênalti, de Fábio em Felipe Amorim. O camisa 10 cobrou bem mais uma vez e recolocou o Fluminense em vantagem.

Ainda com tempo, o Cruzeiro ganhou novo gás e pressionou com a entrada do estreante Pisano, mas não conseguiu igualar o marcador nos minutos finais.

CRUZEIRO 3x4 FLUMINENSE

Motivo: 2ª rodada, Primeira Liga 2016
Data/hora: 17/02/2016, às 19h30
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Francisco de Paula dos S. Silva Neto.
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno.

GOLS: Rafael Silva, 4'1ºT (1-0); Diego Souza, 28'1ºT (1-1); Diego Souza, 33'1ºT (1-2); Gusavo Scarpa, 37'1ºT (1-3); Rafael Silva, 43'1ºT (2-3); De Arrascaeta, 20'2ºT (3-3); Diego Souza, 25'2ºT (3-4)
Cartões amarelos: Fabrício, Fábio (CRU); Marcos Júnior, Giovanni, Diego Cavalieri, Pierre (FLU)
Cartão vermelho: Deivid (CRU).
Público/Renda: 21.118 presentes/R$400.748,00.

CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Manoel, Dedé e Fabrício; Henrique e Ariel Cabral (Matías Pisano); De Arrascaeta e Sánchez Miño (Élber); Alisson e Rafael Silva (Vinicius Araújo). Técnico: Deivid.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Marlon, Henrique e Giovanni; Pierre, Douglas (Edson) e Gustavo Scarpa (Osvaldo); Marcos Junior (Felipe Amorim), Diego Souza e Cícero. Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos