Barça ganhou o dobro desde que Florentino assumiu o Real, critica Benítez

Do UOL, em São Paulo

  • David Gray/Reuters

    Ex-técnico do Real Madrid vê influência negativa de presidente sobre time

    Ex-técnico do Real Madrid vê influência negativa de presidente sobre time

Demitido do Real Madrid no dia 4 de janeiro, o técnico Rafa Benítez finalmente rompeu o silêncio. Em entrevista à rede de TV britânica BT Sports nesta quarta-feira, o treinador fez duras críticas ao presidente do clube espanhol, Florentino Pérez.

"Meu assistente Fabio Pecchia dizia que havia permanentes pressões do presidente, que sempre está ao redor", disse Benítez. "Não é fácil para um treinador, especialmente quando passou pela Inglaterra, ver o presidente falar com os jogadores ou com a imprensa todos os dias", completou.

O treinador fez uma avaliação ruim dos resultados do Real Madrid sob a presidência de Florentino Pérez – segundo ele, incapaz de dar continuidade aos projetos nos últimos anos. À frente do Real desde maio de 2009, o dirigente conquistou uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, um Campeonato Espanhol, duas edições da Copa do Rei, uma Supercopa da Espanha e uma Supercopa da Europa.

"A chave para ganhar a liga é a consistência. Tem que lutar contra o Barcelona, que tem um estilo e um modelo. O Real Madrid muda de treinador a cada ano e tem que começar de novo. Esta é a razão para que a equipe tenha ganhar uma Liga nas últimas sete, contra cinco do Barça", disse o treinador, alegando que o Barça "ganhou duas ou mais vezes o número de troféus que o Real Madrid no tempo que o presidente está aí".

"Seu trabalho é positivo no que se refere a negócios. Mas o problema é que, no futebol, o Barcelona continua ganhando", resumiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos