Liberado por Argel, Rodrigo Dourado curte 'fase artilheiro' no Inter

Do UOL, em Porto Alegre

Dourado fez, só em 2016, o dobro de gols que tinha em toda carreira. Não que isso signifique muito, ele marcou apenas dois. Mas em todo sua trajetória como profissional, até este ano somente um gol tinha sido marcado. E a 'fase artilheiro' do volante se deve a liberdade apresentada pelo técnico Argel Fucks. 

"O Dourado atua em qualquer função. A qualidade dele é tão grande que joga em qualquer função. Se botar ele de goleiro, ele joga. O Sasha é a mesma coisa. Ele é um jogador que acabou muito bem o ano passado. E agora fez dois gols neste ano. E é porque damos liberdade para ele chegar na frente, porque sabemos da qualidade que ele tem", comentou Argel. 
 
Não é raro ver Dourado perto do gol rival. Contra o Avaí, na quarta-feira, ele marcou o segundo gol de dentro da pequena área. Já tinha concluído uma série de vezes com perigo contra o time catarinense. Entrou driblando, trocou passes, fez funções de marcador e até de meia. 
 
Mas, em tese, o posicionamento está mais defensivo. Em vez de utilizar o meio-campo em losango, quando Dourado fazia a vértice da direita, o comandante técnico adotou dois volantes em linha e dois meias. Dourado fica fixo com Fernando Bob na marcação. Mas, um por vez, têm liberdade de chegar no ataque. 
 
"Está sendo muito legal. Já fiz mais gols e minha carreira toda. Tenho certeza que o time vai se acertando aos poucos", disse depois do jogo contra o Avaí. 
 
O Internacional volta a campo no domingo para pegar o Cruzeiro-RS pelo Campeonato Gaúcho. O jogo será disputado no Beira-Rio, às 17h, horário de Brasília.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos