Irmão de R10 negocia para receber R$ 12 milhões do Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/site oficial do Atlético-MG

    Ronaldinho Gaúcho sorri durante entrevista coletiva na despedida do Atlético-MG

    Ronaldinho Gaúcho sorri durante entrevista coletiva na despedida do Atlético-MG

Pergunte a qualquer torcedor do Atlético-MG quem são os seus maiores ídolos. Certamente, Ronaldinho estará entre os escolhidos. Clube e craque criaram laços bem fortes entre 2012 e 2014. Todavia, durante sua passagem na Cidade do Galo, foi construída uma dívida de R$ 12 milhões e as partes conversam para entrar em acordo.

Roberto Assis, empresário e irmão do meia-atacante, que faturou a Copa Libertadores da América e a Recopa Sul-Americana pela equipe, esteve em Belo Horizonte na terça-feira (16) para se reunir com Alexandre Kalil, ex-presidente atleticano.

A intenção da dupla é solucionar a dívida milionária do clube com o craque. Os valores são referentes a premiações oferecidas pela antiga cúpula por objetivos alcançados nas principais competições disputadas pelo time.

A reportagem apurou que o parente de R10 descarta entrar na justiça contra o clube mineiro. Segundo uma pessoa ligada à família do apoiador, "se Roberto Assis tivesse esta intenção, já teria feito há algum tempo", uma vez que a saída do atleta da Cidade do Galo ocorreu em agosto de 2014.

O UOL Esporte entrou em contato com Sérgio Queiroz, advogado do grupo Assis Moreira e responsável por mover a ação judicial contra o Flamengo, na qual Ronaldinho recebeu R$ 17 milhões após negociações com a diretoria carioca. Entretanto, ele se recusou a comentar a situação envolvendo o Atlético e repassou a questão ao irmão do jogador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos