Doriva relembra São Paulo e diz que "jogava com três a menos" na equipe

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Doriva nos tempos de técnico do São Paulo

    Doriva nos tempos de técnico do São Paulo

O São Paulo vive uma crise em seus bastidores por não apresentar bom futebol em campo, cobrança da torcida e os jogadores chegaram a fazer "greve de silêncio". Em meio a isso, Doriva, que só comandou o time  por sete jogos no último Campeonato Brasileiro e acabou demitido em novembro de 2015 comentou sobre sua passagem na equipe do Morumbi e falou sobre "falta de comprometimento de atletas".

Em entrevista ao Jornal A Tarde, da Bahia, o treinador falou de sua passagem no São Paulo. "Imagina chegar e três dias depois o presidente sai? Aí ninguém chega perto para conversar, porque não sabe se você vai ficar. Também tive que trabalhar com atletas que não são comprometidos e também foi um aprendizado", comentou Doriva ao ser perguntando sobre o aprendizado na equipe paulista.

Doriva também ressaltou que no São Paulo, há atletas que não fazem o que o técnico pede. "Quando não fazem o que o técnico quer, sobrecarregam todo o sistema e te prejudica diretamente", disse.

O atual treinador do Bahia ainda comparou o seu ex-clube e o Corinthians. "O Corinthians não sofre com isso. O grande mérito do Tite é esse. No caso do São Paulo, às vezes a gente jogava com três a menos, e aí ficava difícil", ressaltou Doriva.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos