Maior rival do Barcelona é o dinheiro do futebol inglês, diz presidente

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Albert Gea

    Bartomeu admite que liga espanhola precisa melhorar sua arrecadação de dinheiro

    Bartomeu admite que liga espanhola precisa melhorar sua arrecadação de dinheiro

O Barcelona tem uma preocupação no futebol europeu – e não é o Real Madrid. Em entrevista à rede de TV britânica BBC, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, admitiu que a quantidade de dinheiro que os clubes ingleses faturam o incomoda.

Na temporada 2016/2017 do Campeonato Inglês, os 20 clubes da primeira divisão irão dividir 5,136 bilhões de libras (cerca de R$ 28,75 bilhões em valores atuais). O lanterna da competição irá faturar 99 milhões de libras (mais de R$ 550 milhões). E isso tem preocupado Bartomeu.

"Os times da Premier League terão uma incrível situação financeira daqui para frente. Nós estamos preocupados", disse Bartomeu, admitindo que a distribuição de renda fortalece equipes menores. "Seria difícil ver o Leicester liderar o Campeonato Espanhol", completou.

Segundo levantamento da consultoria Deloitte, o Barcelona foi o clube que mais arrecadou ao longo de 2015 em todo o mundo: 439 milhões de libras (R$2,45 bilhões), contra 426 milhões de libras (R$ 2,38 bilhões) do segundo colocado, o Real Madrid. O Manchester United foi terceiro (395 milhões de libras, ou R$ 2,21 bilhões), mas deve assumir o topo da lista ao se tornar em 2016 o primeiro clube britânico a faturar mais de 500 milhões de libras (quase R$ 2,28 bilhões) em um único ano – graças ao incremento das receitas da TV.

Desta forma, o futebol espanhol começa a encarar a possibilidade de perder seus jogadores para o futebol inglês. Segundo Bartomeu, a Inglaterra possui "o melhor campeonato" e desperta "mais interesse de fãs"; logo, atrai mais dinheiro.

"Precisamos fazer nosso melhor para aumentar nossos lucros e nossa situação financeira para que os talentos de nossas equipes permaneçam conosco", afirmou. "É por isso que estou preocupado. Estamos trabalhando nisto. Queremos manter nossos talentos em casa", completou.

Apesar da avaliação, o presidente do Barcelona não acredita que perderá seus astros para a Inglaterra. "Nenhum de nossos jogadores quer sair", disse. "A maioria tem propostas financeiramente vantajosas, mas nossos jogadores não estão no Barcelona por dinheiro. Eles estão lá por causa do futebol e do compromisso dos fãs", emendou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos