André revela "ciúmes" por ser o último a marcar entre reforços corintianos

Do UOL, em São Paulo

  • MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Giovanni Augusto já havia marcado, Guilherme também. Autor de gol do empate do Corinthians na quarta-feira, contra o São Bento, André brincou sobre o fato de ser o último entre os três reforços do setor ofensivo a ter anotado pela primeira vez. 

"Isso já vinha me incomodando. O Guilherme tinha feito gol, o Giovanni também. Só eu que sou atacante não. É bom porque me dá uma confiança a mais", comentou André em entrevista coletiva.

Para ele, ser o único centroavante de ofício do elenco coloca pressão. "É responsabilidade. Tem outros jogadores que podem mudar o esquema. Já jogamos com o Danilo, tem o Guilherme, ter só eu não pesa muito para ser o titular absoluto, não. É uma responsabilidade", repetiu.

O jogador, aliás, comentou sobre o papel na equipe. "Não só no Corinthians, mas no futebol. O atacante não pode ficar só ali esperando a bola. Você tem de marcar, voltar e dar opção de jogo. Tenho treinado bastante para isso. A forma física acaba pesando um pouco".

De acordo com André, o período para ele e os outros que chegaram é de aclimatação. "O ambiente é diferente, o clube também e são outros jogadores. Eu preciso de um período para me adaptar esquema de jogo, é tudo diferente, é outro clube. O Tite tem tido essa paciência. Temos de ter isso também. Não é fácil chegar e já encaixar no time". 

O Corinthians volta a atuar no sábado, contra o Oeste, em Itaquera. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos