Alemão que briga por 0x0 sem valer ponto é chamado de 'torturador' e Saddam

Do UOL, em São Paulo

  • Frank Augstein/AP

    Magath foi apelidado de Saddam em referência ao ex-ditador do Iraque

    Magath foi apelidado de Saddam em referência ao ex-ditador do Iraque

"Não sei se ele poderia ter salvado o Titanic, mas pelo menos todos os sobreviventes estariam em grande forma física". A frase do do ex-meia Jan-Aage Fjörtoft define muito bem Felix Magath, o treinador que está fazendo barulho para tentar diminuir os empates por 0 a 0 no futebol. Apelidado de torturador e Saddam, o alemão defende que os times não ganhem nenhum ponto nas partidas que terminarem sem gols.

Magath teve sucesso como jogador e técnico. À beira do campo, ficou conhecido por seu estilo disciplinador e pela alta exigência com seus atletas, principalmente no aspecto físico. Foi assim que ganhou o apelido de Saddam (em referência ao ditador iraquiano Saddam Hussein) e de torturador, num trocadilho com seu nome.

"Ele sempre nos cobrou para correremos o jogo inteiro. Um dia nos fez treinar sem luvas nem gorros com um frio de -4ºC porque havíamos perdido um jogo", contou José Manuel Hirado, espanhol comandado por Magath no Schalke.

O treinador conquistou dois títulos do Campeonato Alemão pelo Bayern e um pelo Wolfsburg, feito inédito no clube. Além disso, ganhou fama de, com seu estilo durão, salvar times que estavam ameaçados pelo rebaixamento.

No Schalke, seu estilo deu certo em campo e errado fora dele. Com o time classificado às quartas de final da Liga dos Campeões e à decisão a Copa da Alemanha em 2011, Magath foi demitido. "Do ponto de vista do Schalke, há muitas razões para essa demissão", justificou Clemens Tonnies, dirigente do clube na época.

O treinador também acumulou polêmicas. Philipp Lahm, nos tempos de Bayerm, criticou o fato de ele pressionar sempre os jogadores titulares deixando em dúvida a escalação de cada um. O brasileiro Diego, ex-Santos, foi acusado de fazer "corpo mole" e foi mandado ao time B.

Magath está desempregado desde 2014, quando saiu do Fulham depois de uma sequência de 11 partidas sem vitória. Ele agora quer usar seu espírito de dedicação para tentar melhorar o nível dos jogos. Ou então assumir um novo time e colocar todo mundo para correr.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos