Com "meio gol" de revelação, Real Madrid volta a vencer no Espanhol

Do UOL, em São Paulo

Enfraquecido por desfalques e confessadamente fora da briga pelo título do Campeonato espanhol na temporada, o Real Madrid venceu o Levante por 3 a 1, na tarde desta quarta-feira (02). A equipe optou por jogo ofensivo, que animou o público na casa do adversário. Merecidamente, voltou com mais três pontos na bagagem.

Cristiano Ronaldo, de pênalti, e gol contra do goleiro Mariño abriram vantagem. Inicialmente, o gol parecia que seria dado ao jovem Borja Mayoral, 18 anos que fazia sua estreia como titular do Real, mas na súmula o árbitro optou pelo gol contra. O brasileiro Deyverson descontou para os mandantes – e dançou "Tá Tranquilo, Tá Favorável", hit de MC Bin Laden, na comemoração. O espanhol Isco deu números finais à partida. 

"Falei para ele: 'dá para mim, por favor, porque é meu primeiro gol. Ele disse que daria para mim, mas no final não deu", lamentou Mayoral depois da partida, em declaração publicada pelo "Marca".

Com o resultado, o time da capital espanhola chegou aos 57 pontos. O líder da competição, Barcelona, tem 66 e ainda jogará pela rodada, na quinta, contra o Rayo Vallencano. O Real está na terceira colocação, atrás também do Atlético de Madri, que soma 61 pontos.

O cenário ruim fez o próprio técnico dos merengues, Zinedine Zidane, admitir ao público na última semana que "a Liga está acabada", na esteira da derrota da rodada anterior. Ainda assim, o time tem compromissos pelo nacional: no próximo sábado (05), enfrentará o Celta.

O JOGO

Real Madrid teve nada menos do que seis baixas para a partida: Benzema, Bale, Modric e Marcelo, todos lesionados, e Sergio Ramos e Carvajal, suspensos. Os desfalques deram espaço para novas caras, como Borja Mayoral, atacante de 18 anos que pela primeira vez foi titular. Casemiro, volante brasileiro, também jogou desde o primeiro minuto.

E o time que demorou a se encontrar levou sustos no início da partida. A primeira chance foi do Levante, aos 4 minutos, chute firme de Rossi de dentro da área que exigiu defesa difícil de Navas, com as pontas dos dedos. A resposta dos visitantes ocorreu só aos 16, com Cristiano Ronaldo, em lance parecido: o craque desviou de primeira e deu trabalho.

Foi o próprio português, em cobrança de pênalti sofrido por Lucas Vásquez, aos 33, quem abriu o marcador. Os times desandaram a fazer gols. Aos 37, Mayoral bateu de fora da área, a bola ricocheteou na trave, nas costas do goleiro rival e entrou. No minuto seguinte, o brasileiro Deyverson, do Levante, diminuiu, após jogada de bate e rebate no ataque.

A segunda metade pegou fogo, apesar da falta de bola na rede. Méritos a James Rodríguez, que finalmente "entrou no jogo". Não que não tivesse sido titular, mas pouco fez no primeiro tempo. Foi o colombiano quem arriscou de longe e quase assinou pintura, aos 6 minutos. Logo depois, Nacho teve sua chance, e James errou passe final que resultaria em gol.   

Deyverson também teve outra chance, quase empatou ao antecipar Pepe e sua finalização raspar a trave de Navas. Mas foi de Cristiano Ronaldo a melhor oportunidade do período: o camisa 7, aos 20, recebeu passe de James e bateu sem dominar. A bola explodiu no poste.

A ofensividade do clube visitante ainda deu um último trabalho a Navas, que mais uma vez segurou a vitória. Rubén Garcia soltou a bomba de longe, e o goleiro fez "milagre". Pouco mais tarde, Isco, de primeira, em chute rasteiro da entrada da área, após passe de CR7, deu números finais à partida. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos