Santos atrasa salários e deixa clima "mais pesado" com crise de R. Oliveira

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Luiz Fernando Menezes/Folhapress

    Santos deve dois meses de direitos de imagem e mais premiações aos jogadores

    Santos deve dois meses de direitos de imagem e mais premiações aos jogadores

O Santos atrasou os vencimentos dos jogadores – dois meses de direitos de imagem e premiações – e aumentou a crise com o elenco. O clima, que já não era bom entre atletas e diretoria por causa transação frustrada de atacante Ricardo Oliveira com o futebol chinês, ficou mais instável.

O presidente Modesto Roma foi ao CT Rei Pelé para dar satisfação aos jogadores e prometeu que pagará os atrasados até sexta-feira. Para o UOL Esporte, a diretoria santista, por intermédio da assessoria de imprensa do clube, havia negado os vencimentos atrasados na última segunda-feira.

No entanto, o atacante Gabriel Barbosa e o lateral-direito Zeca confirmaram nesta quinta-feira que o atraso e, inclusive, a reunião com a promessa do mandatário santista.

"Sim, mas é coisa interna. É coisa que conversamos ontem, vimos vídeos do Corinthians, tivemos palestra. O presidente veio falar com a gente, fazia tempo, estava adoentado. Não afeta (salários atrasados). Fomos campeões paulistas com sete meses de atraso. Todo mundo aqui é homem, pais de família, meninos não são mais meninos, o ambiente é bom, todos se gostam. O importante é isso. Conversamos com ele, falamos o que achamos", afirmou Gabigol.  

"É interno, não cabe a gente falar. Não tem como sair falando, é coisa nossa, se fosse para saber, faríamos uma coletiva. É coisa muito interna. Não atrapalha ninguém. Não vamos entrar em campo pensando no presidente pagar a gente. Temos comprometimento com torcida. Queremos jogar futebol", completou.

Zeca, por sua vez, foi o responsável por revelar que tudo deve ser pago nesta sexta. O lateral tentou amenizar a crise e ressaltou que o presidente santista promete ficar mais próximo do elenco no CT Rei Pelé.

"O bicho vai ser pago essa semana. Não fomos reclamar essa semana. Ele estava doente e queria sentar para conversar com a gente. Vai vir almoçar toda a semana com a gente, ficar mais próximo. Não tem desunião, nada errado aqui dentro. O que vem de fora tem que ficar lá fora. Amanhã (sexta-feira) ele prometeu que paga tudo", disse.

O UOL apurou que Ricardo Oliveira lamentou bastante os vencimentos atrasados, já que viu o clube paulista rejeitar R$ 26 milhões para liberá-lo ao futebol chinês. O camisa 9 pagaria o montante do próprio bolso. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos