Van Gaal desabafa sobre lugar cativo para os grandes na Liga dos Campeões

Do UOL, em São Paulo

  • Oli Scarff/AFP Photo

    Para técnico do United, Liga dos Campeões deveria ser disputada só por "vencedores"

    Para técnico do United, Liga dos Campeões deveria ser disputada só por "vencedores"

O técnico do Manchester United, Louis van Gaal, disse nesta sexta-feira (4) que somente os campeões nacionais europeus deveriam disputar a UEFA Champions League. O holandês também rechaçou a ideia da criação de uma Superliga dos Campeões, que estaria sendo discutido pelos cinco principais clubes ingleses.

"Esporte é para ser o melhor. Quando a Champions League começou eu sempre disse que era um lixo porque o primeiro, o segundo, o terceiro, o quarto [colocados] participavam. A competição deveria ser entre os times vencedores, essa é minha opinião. Eu disse isso há 20 anos e repito agora", afirmou van Gaal.

"Isso é um pensamento comercial. Quando você está pensando como um vendedor você está certo, mas esporte é para vencer e não ser segundo ou terceiro", explicou o treinador do United.

Curiosamente, o Manchester United classificou-se para a atual edição da Liga dos Campeões justamente porque ficou na quarta colocação do Campeonato Inglês na temporada passada – garantindo assim uma vaga na repescagem.

Em relação à possível criação de uma Superliga da Europa, que virou notícia na Europa ao longo da semana, van Gaal não mudou o discurso. "Todo mundo que me conhece ou acompanha minha carreira sabe que sou contra Superliga ou qualquer coisa do tipo."

Na última terça-feira, representantes do Manchester United, Arsenal, Chelsea, Liverpool e Manchester City se reuniram para estudar projeto de criação de uma Superliga da Europa. O encontro, que aconteceu em hotel de Londres, entre os dirigentes seria secreto, mas acabou vazando na imprensa inglesa.

A ideia seria atrair as principais potências do continente para um torneio longo, esvaziando os campeonatos nacionais e a Liga dos Campeões. A argumentação é que a maioria dos certames domésticos na Europa se tornou pouco competitivo em virtude da disparidade entre os clubes.

A Superliga da Europa seria criada pelo bilionário norte-americano Stephen Ross, que pretende levar jogos do torneio europeu para a Ásia e Américas do Norte e do Sul. O campeonato teria cerca de 20 times.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos