Marcelo Oliveira teve apoio da torcida, mas pressão sobre técnico continua

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

Marcelo Oliveira comandou o Palmeiras sob pressão diante do Rosario Central devido à sequência de maus resultados do time alviverde. Ganhou apoio dos torcedores, que gritaram o seu nome na partida. Mas,mesmo com a vitória por 2 a 0 no Allianz Parque, o técnico teve que voltar a responder sobre a pressão por melhores resultados e desempenho do time.

Na madrugada desta sexta-feira, depois de o time alviverde vencer pela primeira vez como mandante na temporada 2016, o técnico disse que o cenário mais complicado precisa ser encarado como uma oportunidade.

"Estou acostumado com isso. Não tenho problema nenhum. É assim mesmo e assim que a gente gosta também para treinar mais, para trabalhar mais, para vibrar mais. Não tem problema nenhum", afirmou o treinador.

Inicialmente, o Marcelo evitou falar sobre a pressão sobre ele e os jogadores e ressaltou a importância de vencer o Rosario Central em casa. "Vamos conversar da parte técnica, da parte tática, das dificuldades que nós tivemos. Já falei várias vezes: todo técnico tem (pressão), ganhando ou perdendo, quando a pressão aumenta muito mais", disse Marcelo.

O Palmeiras abriu o placar no primeiro tempo e passou sufoco na etapa final. O time alviverde, apesar do triunfo por 2 a 0, teve apenas 35% de posse de bola e deu menos passes que o adversário (183 contra 466), além de registrar apenas dez finalizações -- o Rosario concluiu 16 vezes.

O treinador admitiu incômodo pelo sofrimento vivido pelo time na etapa final. E ressaltou o espírito de luta do elenco do Palmeiras. Marcelo ainda disse que a equipe sofre por ser irregular.

"Eu me sinto incomodado sempre, mesmo ganhado e jogando bem. Todo jogo tem algo que poderia ser feito a mais, ainda mais quando existe essas inconstância e essa irregularidade de produção. Não só eu, mas toda equipe. Aqui há pessoas que não desistem nunca. Esperamos melhorar para não sofrer tanto e conseguir uma vitória um pouco mais natural", frisou Marcelo.

O Palmeiras voltará a atuar no próximo domingo, às 16h, pelo Campeonato Paulista. O adversário será o Capivariano. Na quarta-feira, o time enfrenta o Nacional-URU pela Libertadores.Os dois duelos serão disputados no Allianz Parque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos