Fifa aprova testes para uso de vídeos em lances duvidosos

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO/GLYN KIRK

A Fifa aprovou neste sábado a realização de testes para o uso de vídeos em lances duvidosos. A decisão foi tomada em reunião da International Board (IFAB, na sigla em inglês) realizado em Cardiff, no País de Gales. O Comitê é o responsável por determinar as regras do futebol e foi criado em 1886.

Um protocolo para a introdução do auxílio de vídeos foi elaborado pelo órgão. Os testes vão durar pelo menos dois anos para identificar as vantagens e desvantagens da introdução da tecnologia. Os experimentos deverão ter início até a temporada de 2017/2018.

Segundo comunicado no site da Fifa, "a expectativa não é atingir 100% de eficiência nas decisões para cada acontecimento do jogo, mas evitar claramente decisões incorretas em lances que definam resultados - gols, pênaltis, cartões vermelhos diretos e erro no jogador a ser advertido".

A International Board concordou em permitir um tipo de experimento, que permitirá que um juiz assistente de vídeo tenha acesso a replays durante o jogo e possa revisar lances duvidosos caso o árbitro principal assim solicite. O juiz também poderá pedir para ser informado sobre um lance que não tenha visto.

Os testes serão feitos e supervisionados pela International Board com o apoio da Fifa. Uma universidade será selecionado para elaborar um estudo, que não focará apenas na arbitragem mas o impacto que o uso do vídeo trará ao jogo para que a melhor decisão sobre a aprovação definitiva seja tomada.

A International Board se reunirá nas próximas semanas para definir um cronograma de torneios que contarão com o teste ao longo dos próximos 24 meses.

"Tomamos realmente uma decisão histórica para o futebol. A IFAB e a Fifa estão agora liderando o debate e não paralisando-o", afirmou o novo presidente da Fifa, Gianni Infantini em entrevista coletiva.

"Mostramos que estamos ouvindo o mundo do futebol e aplicando o senso comum. Temos de ser cautelosos ao tomar medidas que mostram que uma nova era está começando na Fifa e na IFAB", completou.

A Ifab é composta por quatro membros da Fifa e um membro de cada uma das quatro associações do futebol britânico - Inglaterra, Escócia, Irlando do Norte e País de Gales.

Outras mudanças a serem testadas

Na reunião, ficou definido também a realização de testes para uma quarta substituição em partidas nas quais seja necessária a realização de prorrogações. O objetivo é verificar se a substituição será feita apenas para ajustes táticos ou para o bem-estar de um jogador cansado.

Também foi aprovado o teste da tripla-punição, que consiste em pênalti, cartão vermelho e suspensão de um atleta que evitar um gol claro, a exemplo do que fez Luis Suárez na Copa do Mundo de 2010, quando tirou a bola com a mão em cima da linha e evitou um gol certo de Gana contra o Uruguai nas quartas de final da Copa do Mundo.

Mudanças já aprovadas

Além dos três testes a serem realizados, outras mudanças já foram sacramentadas neste sábado e entrarão em vigor a partir do dia 1º de junho deste ano. A partir de agora, o árbitro poderá dar cartão amarelo ou expulsar qualquer atleta envolvido em uma briga antes do início da partida; a bola poderá ser movida em qualquer direção no pontapé inicial e não necessariamente para frente; jogadores poderão ser atendidos dentro de campo em caso de uma lesão, não precisando ser retirados.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos