Eurico ataca Globo, Ferj e confirma Flamengo x Vasco em Brasília

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Presidente Eurico Miranda informou que Vasco atuará outras vezes fora do Rio

    Presidente Eurico Miranda informou que Vasco atuará outras vezes fora do Rio

Demonstrando irritação com as datas divulgadas para a Taça Guanabara, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, distribuiu críticas à TV Globo, que detém os direitos de transmissão do Campeonato Carioca, à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), e à Primeira Liga, relembrando sua tese de que regulamentos não estão sendo cumpridos.

"Todos têm conhecimento dessa história de Liga, do desenvolvimento, de como foi feito, etc. Mas teve uma decisão. Que decisão teve? Teve uma decisão que seriam permitidas partidas amistosas e que a Liga poderia ser autorizada a partir de 2017. Ignoraram isso tudo. As coisas estão sendo colocadas como tendo fases classificatórias, etc. E com a conivência da CBF, com a conivência da federação e o pior, com a conivência da televisão. Há uma decisão do arbitral da federação que os clubes não poderiam disputar qualquer outra competição paralelamente com o campeonato estadual nesse período. Estou vendo as coisas acontecerem",disse.

Incomodado, Eurico deixou claro que mudará algumas posturas que vinha defendendo, a começar por jogos com mando de campo fora do Rio de Janeiro. Ele também confirmou que Flamengo x Vasco, pela 4ª rodada da Taça Guanabara, acontecerá em Brasília (DF).

"Cheguei à conclusão que, na verdade, o que está acontecendo é uma situação de "barata-voa". E na barata-voa vale qualquer coisa. E eu estou entrando na barata-voa. Não sei quais são as consequências. Não estou preocupado, mas definitivamente estou mudando os meus conceitos, quando eu achava que o campeonato estadual tinha por obrigação ser defendido a todo custo. O meu conceito é que o campeonato estadual se disputa dentro do Rio de Janeiro. Estou mudando tudo. Agora se eu resolver jogar fora, vou jogar fora. E que não me venha essa história de que tem que ter autorização. Porque não tem que ter autorização para nada mais. As coisas acontecem. O que eu quero deixar bem claro é que eu não quero que a mídia venha me contestar se eu entender que não vou jogar um jogo aqui no Rio de Janeiro, que eu vou jogar fora. Se eu entender que o que a televisão determina - mesmo com a alegação de que é um dispositivo contratual - fere os meus interesses, tenho todo o direito de negar. Queria saber por que razão marcaram o meu jogo para a televisão. Dentre todos, escolheram meu jogo para ser o jogo da TV domingo. Por que não sábado? Por que não é o clássico? Me consultaram? Esse eu vou cumprir. Se vierem outros, eu não sei se vou cumprir".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos