Luciano não aproveita chance, e 'Camisa 9' segue em aberto no Corinthians

Do UOL, em São Paulo

Luciano fez neste domingo, no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, a sua reestreia como titular no Corinthians. Recuperado de uma lesão que o deixou longe dos gramados por cerca de seis meses, o atacante jogou ao lado de Lucca e Romero, na posição de centroavante. Sumido, deu lugar a André na metade do segundo tempo, que também não entrou bem. Ambos não acertaram uma finalização sequer. Ou seja. Mais trabalho para Tite.

Se em 2015 Vágner Love, apesar de não ter sido brilhante, deu conta do recado e assumiu a posição ajudando o Corinthians na tranquila conquista do Campeonato Brasileiro, na atual temporada o treinador tem na posição de camisa 9 um de seus principais problemas. Tite começou o ano com Danilo jogando na função. O meia não foi mal, mas não foi às redes em nenhuma oportunidade. Neste domingo, já voltou a ser aproveitado no meio-campo.

Contratado em fevereiro, André passou a ser o nome da vez na função. Estreou contra o São Paulo, na vitória de 2 a 0, e desde então jogou 383 minutos. Fez apenas um gol, na vitória contra o São Bento. Já neste domingo, Luciano foi a bola da vez. Mas também não agradou. O atacante só chamou a atenção em campo ao ficar impedido duas vezes.

Aos 22 minutos da etapa final, Tite tirou Luciano para a entrada de André. O atacante revelado no Santos não finalizou a gol e só apareceu na partida ao marcar um falta de ataque. Foi mais um desempenho ruim do ataque do time de Parque São Jorge.

Dos 12 gols marcados pelo Corinthians em 2016, apenas o de André foi marcado por um jogador considerado camisa 9 no esquema de Tite. Dos outros 11, Romero e Lucca, atacantes que jogam mais pelas pontas, marcaram duas vezes cada. Uendel, Guilherme, Yago, Giovanni Augusto, Rodriguinho e Guilherme completam a lista, que ainda tem Escalona, jogador do Cobresal, que marcou contra na vitória corintiana pela Copa Libertadores.

Na quarta-feira, o Corinthians volta a campo para encarar o Cerro Porteño, pela Libertadores, em Assunção. Poupado deste domingo, André deve ganhar mais uma chance no ataque do Corinthians. Nova oportunidade de convencer o técnico Tite, que neste domingo, em entrevista coletiva pós-jogo, assumiu a culpa pelo desempenho ruim do time no primeiro tempo contra o Santos e deixou claro que ainda não encontrou um time ideal em sua cabeça, tanto taticamente como na escalação dos 11 titulares.

"O desempenho é do conjunto em sua totalidade, e a análise também. No primeiro [tempo] ficamos abaixo do fator normal. Eu tive um fator de culpa porque nossa equipe joga normalmente com quatro meio campistas. Estamos ainda numa fase observação de desempenho. Ficamos com jogadores agudos, mas faltou no meio campo", analisou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos