Em dia pós-demissão, Palmeiras põe médico para falar: "Estava combinado"

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

Uma cena inusitada aconteceu na Academia de Futebol do Palmeiras nesta quinta-feira. Um dia depois da demissão do técnico Marcelo Oliveira, o clube optou por falar sobre o departamento médico em vez de algum dirigente ou até mesmo o auxiliar Alberto Valentim.

"Eu já tinha combinado, tinha feito o pedido para me manifestar em relação a algumas críticas. Já estava combinado antes do jogo", disse o médico Rubens Sampaio, que completou 50 anos nesta quinta.

De acordo com a assessoria de imprensa, a escalação de Sampaio já estava definida desde a última terça-feira, com vitória ou derrota do time na Libertadores.

Indagado sobre o nome de Cuca como substituto de Marcelo, o médico evitou falar sobre o assunto. "Como palmeirense tenho uma opinião, como médico do Palmeiras não tenho nenhuma", afirmou.

A saída de Marcelo foi confirmada na madrugada desta quinta-feira, minutos depois de o Palmeiras ser derrotado pelo Nacional-URU. O anúncio foi feito pelo diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos