Bauza vê retomada da "mística" de time de Libertadores e defende Denis

Do UOL, em São Paulo

  • JUAN MABROMATA/AF

    Edgardo Bauza defendeu o desempenho da equipe diante do River Plate

    Edgardo Bauza defendeu o desempenho da equipe diante do River Plate

O treinador Edgardo Bauza conversou com a imprensa na chegada do São Paulo após a partida contra o River Plate pela Libertadores da América.

De acordo com o treinador, a "mística" de uma equipe de Libertadores foi recuperada e a atuação deixou o treinador satisfeito, apesar do resultado.

"Creio que recuperamos a mística que essa equipe tinha que ter. Temos uma premissa, uma é resultado, e outra é jogar bem. Isso nós fizemos. Não conseguimos ganhar a partida, mas fizemos de tudo para fazer isso", avaliou o treinador.

Bauza ainda destacou que a classificação para a próxima fase é possível, mesmo o clube paulista tendo apenas um ponto na competição até aqui. O treinador também fez questão de isentar Denis de culpa pelo empate após o goleiro falhar em uma saída do gol.

"Falhou, mas também impediu que o River marcasse dois ou três gols", resumiu Bauza.

Por fim, o treinador ressaltou que irá avaliar os treinos desta sexta-feira e sábado para definir quem enfrentará o Palmeiras, domingo, no Pacaembu. De acordo com Bauza, alguns jogadores deverão ser poupados por conta do desgaste, mas isso não representará que o clube paulista está priorizando o torneio continental.

"Vamos ver, mas teremos muitos jogadores que não vou repetir (na escalação). Tivemos um desgaste muito grande", finalizou o treinador. 

Alan Kardec quer aproveitar chance contra o Palmeiras

O atacante Alan Kardec também falou no desembarque do elenco e avaliou as poucas oportunidades na equipe titular. Para o atleta, a partida contra o Palmeiras, em que deverá começar como titular, será uma oportunidade de buscar seu espaço novamente.

"É uma oportunidade, quando ela aparecer, espero conseguir agarrar. Todos trabalham pensando e esperando uma oportunidade, e comigo não é diferente. Não tenho jogado tantos minutos, mas quando jogo tento fazer o melhor para ajudar minha equipe", declarou Kardec, que descartou uma motivação extra por atuar contra seu ex-clube.

"A motivação é igual de vestir a camisa do São Paulo independente do adversário", desconversou Kardec.

Calleri valoriza empate contra antigo rival

O atacante Calleri, um dos principais atletas do São Paulo na partida contra o River Plate, analisou a atuação do clube paulista na chegada do elenco à capital paulista. Na visão do atleta, o tricolor merecia melhor sorte diante dos argentinos.

"Creio que merecíamos mais, mas temos jogado com dedicação. Queríamos ganhar, mas o gol não saiu. O River era um grande rival (nos tempos de Boca), creio que conseguimos um bom empate. Agora, temos que ganhar (o jogo de volta)", avaliou o atacante.

O jogador ainda avaliou um dos lances polêmicos que aconteceram durante a partida. Após uma falha do goleiro rival, Calleri tentou finalizar e acabou derrubado, mas o árbitro da partida não viu pênalti no lance. 

"Não vi pela TV, alguns dizem que foi mão antes, mas acho que o que houve foi a falta depois. Mas o árbitro não viu", finalizou o atacante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos