Corinthians dá blindagem a titulares depois de duas derrotas seguidas

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Jorge Saenz

    Corinthians perdeu em visita ao Cerro Porteño na última quarta-feira

    Corinthians perdeu em visita ao Cerro Porteño na última quarta-feira

Os principais jogadores do Corinthians seguem de fora de entrevistas coletivas depois da segunda derrota consecutiva. É a pior sequência corintiana em nove meses e fez o clube alterar protocolos e preservar os titulares pelo terceiro dia seguido. De acordo com o lateral Edílson, uma equipe mista será usada em Ribeirão Preto, contra o Botafogo-SP, no domingo. 

Na volta do Paraguai, a comissão técnica optou por alterar o horário do treinamento para poder dar maior descanso aos titulares. A atividade que seria às 16h foi antecipada para as 9h e não contou com os jogadores que atuaram no Paraguai. Todos foram dispensados mais cedo após o voo de Assunção a São Paulo.

Nesta sexta-feira, a exemplo do que havia ocorrido na quarta e na quinta, titulares não cumpriram o protocolo de entrevistas coletivas. No Estádio Defensores Del Chaco, o treinador Tite foi acompanhado de dois dirigentes, Eduardo Ferreira e Alessandro, para atender a imprensa. No dia seguinte, nenhum jogador falou após a atividade no CT Joaquim Grava.

Já nesta tarde, o goleiro Walter e o lateral Edílson foram escalados para entrevista e confirmaram que jogam no domingo diante do Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. 

"É normal que as derrotas doam um pouco. Naturalmente há uma oscilação pela equipe estar em formação e isso já é uma página virada. A gente espera aprender com os erros desses dois jogos e acredito que possamos fazer bom jogo", comentou o lateral Edílson. "O Tite adiantou que vai poupar jogadores com desgaste. Walter e eu vamos ter a oportunidade de mostrar nosso trabalho", acrescentou. 

A equipe corintiana só deve ser confirmada por Tite na atividade de sábado. De acordo com Edílson, a comissão técnica comunicou que cinco jogadores não jogam em Ribeirão Preto: o goleiro Cássio, o lateral Fagner, o zagueiro Yago, o volante Bruno Henrique e o atacante Lucca. 

O Corinthians, vale lembrar, adotou lei do silêncio depois de ser eliminado no Campeonato Paulista 2015 pelo Palmeiras. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos