Parado há quase 3 anos, zagueiro do Grêmio melhora e sonha com retorno

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL

    Gabriel é zagueiro do Grêmio mas não atua desde 2013 e passou por 5 cirurgias

    Gabriel é zagueiro do Grêmio mas não atua desde 2013 e passou por 5 cirurgias

Qualquer consulta ao site oficial do Grêmio no elenco de jogadores apresentará um zagueiro a mais do que os disponíveis. Há quase três anos. A listagem aponta Pedro Geromel, Kadu, Fred, Rafael Thyere, Werley, Bressan e Gabriel. O último nome pode soar estranho a torcedores menos informados, pois não atua desde o Campeonato Brasileiro de 2013. 

Era 20 de setembro de 2013 e Gabriel participava de um treinamento em Salvador. Atuaria diante do Vitória no dia seguinte. Mas o recreativo mudou o rumo da carreira do atleta. Deixou o campo carregado, passou por exames e foi verificado rompimento de ligamentos no joelho esquerdo. E apenas o primeiro dos problemas. 
 
Gabriel chegou a ser reintegrado ao grupo, estava na pré-temporada de 2014, mas nunca viu evolução real no quadro. Passou, desde então até o fim de 2014, por cinco cirurgias feitas em Porto Alegre e São Paulo. A última delas com o médico Renê Abdalla, renomado especialista em cirurgias de joelho. Foram reconstruções de ligamentos, retiradas de inflamação e outros procedimentos que visavam finalmente dar condições clínicas a ele. 
 
Enquanto isso, mesmo nos momentos difíceis ele mostrou total confiança que voltaria a jogar. Se empenhou e vê, finalmente, evolução gradativa na recuperação. Passou 2015 entre momentos de fisioterapia em São Paulo e Porto Alegre. A última atividade programada longe do Rio Grande do Sul acabou há cerca de 15 dias e agora os passos finais serão dados no Centro de Treinamentos do Grêmio, com a comissão técnica do clube. 
 
"Nunca duvidamos que ele voltaria a jogar. Para nós nunca se imaginou parar. Ele (Gabriel) está feliz. Vendo que a recuperação está acontecendo, vendo que há evolução no quadro. Claro que há todo um cuidado pelo que ele já passou, por tudo que houve no caso, de não se definir um prazo. Mas ele está vendo evolução, muito melhor do que quando o quadro só regredia", disse o empresário do jogador, Ricardo Mello, ao UOL Esporte. 
 

Contrato longo

 
Para garantir o tratamento de Gabriel, o Grêmio adquiriu seus direitos, que pertenciam ao Lajeadense. Assinou, de pronto, um contrato de cinco temporadas e disponibilizou médicos e estrutura para que o defensor - um dos destaques do Gauchão de 2012 - voltasse a atuar. 
 
"O Grêmio sempre foi muito correto. Nunca deixou o Gabriel desamparado. Tanto o contrato dele foi feito de uma forma muito consistente quanto em relação ao departamento médico", completou o agente. 
 
Gabriel não vê o retorno aos gramados tão próximo. Perdeu muita musculatura e ganhou peso nestes quase três anos parado. Ao mesmo tempo os médicos evitam de oficializar um cronograma. Mas o otimismo ainda pauta as ações do atleta de 27 anos. 
 
"Não estamos satisfeitos como estaríamos se tivéssemos um prazo, uma data que ele voltaria a treinar com bola e quem sabe jogar. Mas estamos muito felizes por ver que o quadro está voltando. Ele (Gabriel) não pode ficar triste por não jogar. Está vendo as coisas pelo outro lado. Está muito melhor do que há um ano atrás, por exemplo", acrescentou Mello. 
 
Sem datas, mas com certeza de regressar, Gabriel voltará ao convívio do Grêmio nas próximas semanas. Mais perto de companheiros - mesmo que poucos da época em que atuava - ele poderá ganhar nova carga de ânimo na luta pela recuperação. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos