Contrato de Chicharito com Real Madrid aumentava preço de compra

Do UOL, em São Paulo

  • Toni Albir / EFE

    Se espanhóis quisessem mexicano, teriam que pagar até 25 milhões de euros

    Se espanhóis quisessem mexicano, teriam que pagar até 25 milhões de euros

O site Football Leaks, especializado em divulgar contratos sigilosos do futebol internacional, divulgou nesta segunda-feira os documentos de Chicharito Hernandez com o Manchester United e com Real Madrid. O mexicano atuou pelo clube inglês entre 2010 e 2014, sendo emprestado aos espanhóis entre 2014/2015.

O atacante chegou ao Real mediante pedido do técnico Carlo Ancelotti. Para tal, segundo o site, o clube espanhol teve que pagar 3 milhões de euros aos ingleses, divididos em duas parcelas de 1,5 milhão.

Como o empréstimo durava apenas uma temporada, o Real Madrid teria que exercer a opção de compra caso quisesse permanecer com o jogador. Para tal, teria que pagar 23 milhões de euros ao Manchester United no primeiro semestre de 2015, entre 1º de janeiro e 30 de abril. Depois disso, o preço subiria para 25 milhões de euros.

Ao longo dos 12 meses que permaneceu no clube espanhol, Chicharito recebeu 3,8 milhões de euros, divididos entre luvas pela contratação e salários. Ao fim da temporada 2014/2015, Chicharito acabou acertando com o Bayer Leverkusen.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos