Caso Neymar: ex-diretor do Barça diz que Rosell foi responsável por negócio

Do UOL, em São Paulo

  • ALBERT GEA / REUTERS

    Ex-presidente do Barça, Sandro Rosell, na apresentação de Neymar em 2013

    Ex-presidente do Barça, Sandro Rosell, na apresentação de Neymar em 2013

O ex-diretor esportivo do Barcelona, Andoni Zubizarreta, depôs nesta terça-feira na cidade catalã sobre a transferência de Neymar em 2013, que é investigada pela Justiça espanhola. O dirigente afirmou que a responsabilidade pela negociação do atacante brasileiro foi toda do ex-presidente do clube, Sandro Rosell.

Zubizarreta, que foi goleiro do Barcelona e da seleção espanhola, disse que seu departamento foi responsável apenas por sugerir a contratação de Neymar, enquanto Rosell assumiu pessoalmente as tratativas do negócio.

O ex-diretor geral do Barça, Antonio Rossich, também depôs e corroborou a versão de Zubizarreta.

O processo na Espanha decorre de uma queixa-crime do grupo de investidores DIS, que detinha 40% dos direitos econômicos de Neymar e se considerou lesado na negociação do atacante. O grupo alega que a porcentagem deveria ter sido cobrada sobre os 83 milhões de euros que representaram o custo real da transferência, e não somente sobre os 17 milhões pagos ao Santos pelos direitos federativos do jogador.

Na última quinta-feira, Rosell e o atual presidente do Barça, Josep María Bartomeu, tiveram recurso aceito pelo tribunal e deixaram, por enquanto, de ser réus no processo. Cabe agora à acusação e à defesa a reformulação do caso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos