Perseguido e sensação: quem deve substituir gringos por 2 meses no Fla

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Cuéllar (e) e Guerrero (centro) podem desfalcar o Flamengo por dois meses em 2016

    Cuéllar (e) e Guerrero (centro) podem desfalcar o Flamengo por dois meses em 2016

O Flamengo tinha o conhecimento de que enfrentaria um incômodo problema em 2016. Contar com selecionáveis no elenco cobra o preço e o Rubro-negro começa a experimentar na prática os desfalques de dois nomes fundamentais: o colombiano Gustavo Cuéllar e o peruano Paolo Guerrero. Os gringos podem ficar fora do time por dois meses durante o ano, totalizando até 16 jogos de ausência.

O primeiro período acontece entre 21 e 29 de março. Os atletas foram convocados para duas rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Inicialmente, estão fora dos confrontos contra Atlético-PR (semifinal da Primeira Liga), Volta Redonda e Vasco (Taça Guanabara). Ambos tentarão entrar em campo no clássico, embora a presença seja incerta até em parte do duelo.

Entre 3 e 26 de junho será disputada nos Estados Unidos a Copa América Centenário, que pode tirá-los de nove rodadas do Campeonato Brasileiro, caso Colômbia e Peru alcancem a fase decisiva. Até o final do ano ainda serão realizados mais seis jogos das Eliminatórias Sul-Americanas nos dias 2 e 6 de setembro, 7 e 11 de outubro  e 11 e 15 de novembro. O período contempla pelo menos mais quatro desfalques no Brasileirão.

"É difícil para a minha seleção e para o Flamengo. Disputamos uma fase importante do Carioca e queremos ficar entre os quatro primeiros. Mas com a seleção estamos nas Eliminatórias da Copa do Mundo. É difícil pedir dispensa de qualquer um dos dois. Não são jogos amistosos", comentou Guerrero.

Sem o peruano e Cuéllar, a comissão técnica já prepara dois nomes para ocupar as vagas. A sensação Felipe Vizeu renovou contrato até 2020. Ele já marcou três gols como profissional e ocupa a reserva imediata de Guerrero. Já o perseguido Márcio Araújo é o substituto do colombiano no meio de campo.

O volante terá de superar a desconfiança da torcida para cumprir a função. No entanto, as características distintas preocupam o técnico Muricy Ramalho, já que a ideia é fugir o mínimo possível ao padrão de jogo. A alternativa é apostar em Canteros. Independentemente disso, a mudança promete impacto considerável, o que todos temem na Gávea. 

O prejuízo é evidente e o Rubro-negro sabe que ainda pode perder outros jogadores. O lateral esquerdo Jorge e o meia Mancuello são possibilidades trabalhadas pela comissão técnica por conta do mesmo motivo, sendo que o brasileiro é nome cotado para integrar a seleção olímpica. Mais do que nunca valerá a força do elenco. O teste começa agora.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos