Argentino diz que foi barrado em time inglês após diagnóstico de câncer

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / IAN MACNICOL

O meio-campista argentino Jonas Gutiérrez disse a um tribunal inglês que o Newcastle o isolou durante a temporada 2013/2014 depois de constatar que o jogador tinha um câncer nos testículos. Segundo ele, o treinador Alan Pardew o comunicou no fim de 2013, após o diagnóstico da doença, que o clube não contava com seu futebol para o ano seguinte.

"Senti que me isolaram do time principal como consequência do meu câncer, algo muito triste em um momento em que o clube devia me dar apoio e permitir que eu treinasse junto com os meus companheiros", explicou o argentino, que, à época, deixou de participar das atividades com os titulares com quase dois anos de contrato pela frente.

Atualmente no Deportivo La Coruña, ele processou o Newcastle e, de acordo com a imprensa inglesa, pediu ao antigo clube uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas - aproximadamente R$ 10 milhões.

"Fiquei muito surpreso com a mudança de mentalidade do clube, especialmente depois de jogar 194 partidas e ser um jogador-chave na equipe principal", conta o jogador.

Depois de superar o câncer, Gutiérrez chegou a jogar novamente com a camisa do Newcastle. Sua volta aos gramados aconteceu em dezembro de 2014, em partida válida pela Copa da Liga Inglesa sub-21, na vitória por 4 a 1 sobre o West Ham. Ele atuou como um dos jogadores permitidos acima da idade limite. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos