Técnico do Uruguai exalta empate, mas avisa: "Era para termos vencido"

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Lourenço da Mata (PE)

  • Best Photo Agency & C / Pier Gia

Oscar Tabarez acredita que o Uruguai poderia ter saído vencedor da partida desta sexta-feira (25), contra o Brasil, na Arena Pernambuco, pela 5ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. 

A equipe Celeste buscou o empate por 2 a 2 após sair perdendo por 2 a 0 e chegou a fazer Alisson trabalhar bastante no fim da etapa final. Os brasileiros sairam vaiado do campo.

"Eu não diria que foi uma vitória, porque só é vencer quando temos os três pontos. Superamos uma situação muito difícil, porque no primeiro tempo eles dominaram e foi muito importante o gol do primeiro tempo (de Cavani). Mas no segundo tempo falamos que precisaria marcar melhor e povoamos mais o meio campo e tivemos a sorte de fazer o gol logo no início do segundo tempo. Mas aí poderíamos ter ganhado no fim, mas isso é futebol", disse o comandante uruguaio.

"A Eliminatória é larga, é grande. E me parece que empatar aqui no Brasil, considerando a maneira que iniciou a partida, me parece que é um ponto ganho e não dois pontos perdidos. Mas de qualquer jeito, pelo fim da partida, acho que era para termos vencido. Mas no futebol não existe justiça", completou.

O comandante também analisou a postura de Luis Suárez, que voltou aos gramados após quase dois anos de suspensão. Ele elogiou a atuação  do atacante e aproveitou para destacar as boas defesas de Alisson.

"O Luis é um cara que sabe batalhar, é um grande jogador, que luta, no melhor sentido da palavra. Ele buscou muito a bola, quase fez gols no segundo tempo, mas parou no goleiro que fez muitas boas defesas", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos