Torcida organizada do Palmeiras invade CT para cobrar jogadores

Do UOL, em São Paulo

  • Ronny Santos/Folhapress

    Torcedores começaram a protestar antes mesmo da derrota para o Red Bull

    Torcedores começaram a protestar antes mesmo da derrota para o Red Bull

O Palmeiras enfrentará o Água Santa neste domingo sob pressão. E ela aumentou na véspera da partida válida pelo Campeonato Paulista. Torcedores uniformizados do Palmeiras invadiram o Centro de Treinamento na manhã deste sábado para cobrar uma reação dos jogadores. Os integrantes chegaram a falar com alguns atletas do elenco.

"A Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público repudiar a ação da Mancha Verde, que invadiu a Academia de Futebol na manhã deste sábado (26). Os integrantes da organizada forçaram a entrada e atrapalharam o último treino da equipe antes da partida diante do Água Santa", disse o clube em nota.

A organizada, por sua vez, não mencionou a invasão. "Hoje pela manhã nossa diretoria teve uma conversa produtiva com parte do elenco e comissão técnica do Palmeiras. Esperamos que todos os problemas sejam resolvidos em campo e os resultados positivos voltem a aparecer", disse a Mancha Verde em texto publicado no Facebook.

O time alviverde não vence há três jogos. Desde a chegada de Cuca, o Palmeiras perdeu para Nacional-URU (1 a 0, pela Libertadores), Osasco Audax (2 a 1) e Red Bull Brasil (2 a 1) -- essas duas últimas pelo estadual.

Na última quinta-feira, antes mesmo de a equipe alviverde entrar no gramado do Pacaembu, a principal torcida uniformizada do Palmeiras protestou contra a diretoria do clube. Na ocasião, eles mostraram três faixas: "Cadê o dinheiro do Avanti?", "Cadê o dinheiro da Crefisa?", "Elenco de Série B".

Depois do segundo gol do Red Bull, ainda no primeiro tempo, os outros torcedores também começaram a protestar. O principal alvo era o presidente Paulo Nobre. Os espectadores ainda gritaram "time sem-vergonha".

O Palmeiras ocupa a segunda colocação do Grupo B do Paulistão, com 15 pontos. O Ituano é o líder, com 18. O Novorizontino soma o mesmo número de pontos do time alviverde, mas fica atrás por ter menos vitórias. São Bernardo e Ponte Preta têm 13 pontos.

Na Libertadores, a equipe de Cuca está fora da zona de classificação às oitavas de final. Com quatro pontos, o Palmeiras está atrás de Rosario Central-ARG (sete pontos) e Nacional (oito).

Confira a nota divulgada pelo Palmeiras

A Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público repudiar a ação da Mancha Verde, que invadiu a Academia de Futebol na manhã deste sábado (26). Os integrantes da organizada forçaram a entrada e atrapalharam o último treino da equipe antes da partida diante do Água Santa, válida pela 12ª rodada do Campeonato Paulista 2016.
 
Reiteramos que todo torcedor, organizado ou não, tem total direito de vaiar, cobrar ou reclamar, desde que não aja com violência a pessoas ou patrimônio do clube. Reuniões com elenco e comissão técnica são prerrogativas exclusivas da diretoria de futebol e da presidência do clube. 
 
Diante da prática de se invadir o ambiente de trabalho de profissionais e estatutários na Academia de Futebol, o comando do Palmeiras irá estudar com Federação Paulista de Futebol, Comando da Polícia Militar do Estado de São Paulo e Ministério Público atitudes para que fatos lamentáveis como os de hoje não voltem a acontecer.
 
Por fim, essa gestão, com todos seus erros e acertos, deixa claro que não admite que ninguém venha a ferir a autonomia do clube e jamais se dobrará a qualquer tipo de pressão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos