Casillas fecha o gol e mistão da Espanha resiste a sufoco da Romênia

Do UOL, em São Paulo

  • ANDREI PUNGOVSCHI/AFP

    Espanha e Romênia ficaram no zero em amistoso preparatório para a Eurocopa

    Espanha e Romênia ficaram no zero em amistoso preparatório para a Eurocopa

No dia em que se tornou o jogador europeu com mais partidas por seleção, Iker Casillas teve grande atuação e garantiu o empate por 0 a 0 para a Espanha contra a Romênia, neste domingo (27), em amistoso preparatório para a Eurocopa 2016. Apesar da falta de gols, o jogo foi interessante e serviu para o técnico espanhol testar novidades, enquanto o conjunto romeno mostrou que pode dar trabalho na competição continental.

DEL BOSQUE APOSTA EM NOVIDADES

REUTERS/Inquam Photos/Octav Ganea

O técnico da Espanha utilizou o amistoso contra a Romênia para dar mais espaço às caras novas. O meio-campista do Barcelona, Sergi Roberto, por exemplo, fez seu primeiro jogo pela Fúria. Além disso, Vicente Del Bosque apostou nos atacantes Nolito e Paco Alcácer, que fazem boa temporada no Campeonato Espanhol, para iniciar a partida. Nos dois amistosos na data Fifa, ele usou praticamente todos os jogadores convocados, em preparação na Eurocopa na França em junho. Só contra a Romênia, foram seis substituições.

CASILLAS FECHA O GOL

Há quem duvide na mídia espanhola se Iker Cassillas ainda tem condições de defender a Espanha, mas o goleiro de 34 anos, hoje no Porto, mostrou que ainda pode atuar em alto nível. Só no primeiro, em jogadas do habilodoso meia romeno Stanciu, Casillas fez duas defesas difíceis, fechou gol e impediu que a Roja fosse ao vestiário atrás do placar. Além disso, o ídolo do Real Madrid tornou-se o jogador europeu com mais jogos por seleção: 166.

O JOGO

REUTERS/Inquam Photos/Octav Ganea

A Espanha teve mais posse de bola como de costume e criou algumas oportunidades de gol no primeiro tempo, mas foi a Romênia que teve as melhores chandes de balançar a rede. As grandes atuações de Casillas e Tatarusanu, porém, garantiram o zero no placar. Enquanto a Espanha procurava a rápida troca de passes e a inversão de jogo a tono instante, para abrir a defesa rival, a Romênia verticalizava o jogo com intensidade na marcação no último terço do campo e saída rápida em contragolpe. Assim se repetiu no começo segundo tempo, quando a Romênia dificultou ainda mais a vida dos bicampeões europeus, que caíram de produção e foram pressionados pelos donos da casa. Vicente Del Bosque sentiu o meu momento do time e trocou mais da metade do time, com destaque para as entradas de Fàbregas e Isco. A Espanha melhorou, voltou a controlar a partida e diminuiu pressão, mas não conseguiu vencer sua primeira partida na Romênia.

TUÍTES DO JOGO

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos