Em busca de paz, Palmeiras decide treinar dois dias em Atibaia

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras vive uma crise sem fim depois de perder a quarta partida seguida sob o comando do técnico Cuca. Nesse cenário, o time alviverde fará em Atibaia a preparação para a partida contra o Rio Claro, na próxima quinta-feira, no Pacaembu.

A ideia da comissão técnica é encontrar paz na cidade localizada a 80 quilômetros da capital paulista. O elenco do Palmeiras ficará dois dias no local e voltará a São Paulo na véspera do jogo válido pela 13ª rodada do Paulistão.

A diretoria volta a recorrer à prática em meio a protestos de torcedores.  Na madrugada desta segunda, o ônibus da delegação foi alvo de torcedores, que atiraram pedras no veículo

Em novembro, ainda com Marcelo OIiveira, o elenco ficou quatro dias em Atibaia  para se preparar para as finais da Copa do Brasil. O fato já havia ocorrido em junho.

Nesta segunda-feira, horas depois do retorno à capital paulista, os jogadores treinaram na Academia de Futebol. Os titulares na derrota por 4 a 1 para o Água Santa não foram a campo.

As atividades, dessa forma, contaram apenas com os reservas desse duelo, incluindo os três jogadores que entraram no segundo tempo: Régis, João Pedro e Zé Roberto. O zagueiro Vitor Hugo participou normalmente dos trabalhos.

Cristaldo, Dudu, Cleiton Xavier, Luan e Fellype Gabriel, em recuperação, não treinaram com bola. Já Matheus Sales e Gabriel Jesus, que voltaram da seleção olímpica à tarde, também foram poupados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos