Balbuena abriu mão de R$ 1 milhão a mais do SP para defender o Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Balbuena anotou o gol da vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta na quarta

    Balbuena anotou o gol da vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta na quarta

Fabián Balbuena é destaque do Corinthians no início da temporada, mas poderia defender um rival em 2016. A investida do São Paulo, revelada pelo diretor corintiano Eduardo Ferreira, ocorreu quando o acordo estava encaminhado no Parque São Jorge.

A estimativa segundo os envolvidos nas negociações no início da temporada é de que Balbuena abriu mão de mais de R$ 1 milhão, na somatória do contrato, para honrar a palavra que havia sido dada ao Corinthians. A oferta salarial do São Paulo, feita por um agente enviado a Assunção, era 25% superior ao que já estava acordado com dirigentes corintianos. Para o próprio Libertad-PAR, a proposta são-paulina também era mais interessante. 

Para o Corinthians, o sucesso na compra do zagueiro que pede passagem por um lugar entre os titulares fechou um trabalho de alguns meses. Curiosamente, foi durante a disputa da Copa Libertadores 2015 que o observador técnico Mauro da Silva viu Balbuena pela primeira vez. A partida era entre Libertad e Guaraní-PAR, então adversário corintiano nas oitavas de final do torneio. Mauro, além de mapear as características do time que seria algoz, se impressionou com o defensor. 

"O Balbuena é um zagueiro típico da escola paraguaia. Tem uma bola alta muito boa, sabe tomar as decisões corretas ao defender, além de um jogador simples, de uma ótima postura e muito bom no dia a dia", explica Mauro sobre o reforço comprado por R$ 6 milhões. 

A aproximação comercial entre as partes foi feita pelo empresário brasileiro e ex-jogador Leonardo Rachid. Com passagens por Náutico e Bangu como atleta, Rachid entregou ao Corinthians o DVD com lances de Fabián Balbuena e ligou os dirigentes corintianos a Renato Bittar, agente paraguaio e representante direto do zagueiro. A postura de Bittar e do próprio jogador, em meio ao assédio são-paulino, foram decisivas em negociação liderada pelo diretor Eduardo Ferreira - ele recebeu elogios internos por bloquear a investida do rival. 

Embora houvesse focos de resistência ao jogador dentro da própria comissão técnica, os relatórios preparados pelo CIFUT (Centro de Inteligência em Futebol) do Corinthians também recomendaram a contratação. Entre três zagueiros selecionados como alvos prioritários para a saída de Gil, Balbuena estava no topo da lista. 

Aos 24 anos e com convocações para a seleção paraguaia, Fabián teve sua primeira oportunidade com Ramón Diáz nas Eliminatórias Sul-Americanas justamente depois de chegar ao Corinthians. Na última quarta, viajou do Paraguai, onde foi reserva contra o Brasil, e foi diretamente ao CT Joaquim Grava. Escalado por Tite, falhou em gol marcado pela Ponte Preta, mas se redimiu com o gol da vitória aos 38min do segundo tempo. Foi o segundo dele em dois meses no novo clube. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos