Em crise, Fla terá série de 4 jogos decisivos para salvar 1º semestre

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Flamengo vive a primeira crise na temporada e está há cinco jogos sem vencer. Em um momento decisivo, o time de Muricy Ramalho terá uma sequência de quatro partidas que poderão salvar o primeiro semestre com a manutenção no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil. Caso contrário, o Rubro-negro poderá ser eliminado de maneira precoce em ambas as competições.

A má fase começou na partida de ida da Copa do Brasil, quando o Flamengo foi derrotado pelo Confiança, que jogou todo o segundo tempo com um jogador a menos. Em seguida, o Rubro-negro empatou com o Fluminense, o que seria um resultado normal. O problema é a sequência dos duelos.

O Flamengo teve fraca atuação e acabou eliminado pelo Atlético-PR na semifinal da Primeira Liga. Em seguida, novamente teve desempenho pífio e foi derrotado pelo Volta Redonda pelo Carioca. Contra o Vasco, teve boa atuação, mas pecou nas finalizações. Saiu na frente, mas permitiu empate do rival, de quem não ganha há oito jogos.

"Quando era garoto tinha isso de pressão, hoje não tem mais isso. Time voltou a jogar bem. Esse clássico foi bom, de verdade. Os dois times brigaram, tiveram oportunidades. Foi intenso. A nossa bola custou a entrar. Mas não tem mais isso. Pressão nenhuma", disse Muricy Ramalho.

Para salvar o primeiro semestre e evitar um vexame, o Flamengo precisa reagir imediatamente. Atualmente, o clube é o único dos quatro que está fora do G-4 do Carioca, que garante vaga nas semifinais. Faltam três jogos até o fim da Taça Guanabara e o Rubro-negro é o 6º colocado em um grupo com oito times.

Para se classificar, o Flamengo terá que melhorar o rendimento diante de Botafogo, neste sábado, além de Boavista e Bangu nas rodadas finais. Outro foco de possível vexame é a Copa do Brasil. No jogo de ida, em Sergipe, o Rubro-negro perdeu de 1 a 0 para o Confiança e terá que vencer por dois gols de diferença na partida de volta em 20 de abril para se classificar.

"Esse grupo de jogadores paga preço pela sequência de jogos e competições. Uma hora vai passar. Temos um bom time e ficou provado diante do Vasco. Quando passar esse furacão, vamos descansar e voltaremos a ser fortes", prometeu o treinador do Flamengo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos