Sem citar Van Gaal, Di María detona passagem pelo Manchester United

Do UOL, em São Paulo

  • Lee Smith/Reuters

    Di María culpou mudanças de posição em campo por passagem apagada no M. United

    Di María culpou mudanças de posição em campo por passagem apagada no M. United

Ángel di María não citou nomes, mas deu a entender que o treinador Louis van Gaal foi o maior responsável por sua passagem apagada pelo Manchester United. Em entrevista à rede britânica BBC, o meia do Paris Saint-Germain falou sobre os motivos pelos quais teve pouco destaque no clube inglês.

"Não é bom dizer certas coisas, mas não me deixaram mostrar aquilo que poderia. Eu começava uma partida em uma posição e, no jogo seguinte, em outra. Fazia gols em uma posição e, de repente, tinha que jogar em uma diferente logo depois. Cabe ao técnico decidir onde e como cada jogador deve atuar, mas acho que o atleta também deve se sentir confortável e se adaptar a ela", comentou o argentino.

Di María foi contratado pelo Manchester United na temporada 2014/15 por cerca de 75 milhões de euros. A grande expectativa, porém, logo se transformou em decepção. Com apenas quatro gols marcados e participações discretas, o argentino se transferiu para o Paris Saint-Germain.

O meia comentou sobre sua ida para o clube francês e fez mais críticas. "Saí e o Manchester United continuou jogando da mesma forma, fora de competições europeias e longe de ser campeão inglês. Não acho que tenha sido minha culpa ou dos meus companheiros. Sempre quando tive oportunidades, fiz tudo o que podia, mas não funcionou como esperava. Por isso decidi sair, não apenas para ser feliz, mas para conquistar títulos", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos