Goleiros brilham e estaduais ficam marcados por pênaltis perdidos; assista

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Knapp/Folhapress

    Fernando Prass foi um dos goleiros que brilharam pegando pênaltis na rodada

    Fernando Prass foi um dos goleiros que brilharam pegando pênaltis na rodada

A rodada de fim de semana dos campeonatos estaduais pelo Brasil ficou marcada por grandes atuação dos goleiros, que infernizaram a vida dos atacantes pegando vários pênaltis país afora. Foram pelo menos cinco jogos nos quais as penalidades perdidas poderiam ter mudado os roteiros das partidas. A começar pelos clássicos.

Em São Paulo, no Pacaembu, Fernando Prass pegou pênalti batido por Lucca, atacante do Corinthians, e viu o Palmeiras chegar ao gol da vitória com Dudu logo na sequência da peleja. O próprio goleiro palmeirense reconheceu na saída do gramado a importância da defesa para o resultado final do jogo.

 

Pelo estadual do Rio de Janeiro, Botafogo e Flamengo empataram por 2 a 2 com polêmica sobre o pênalti que originou o segundo gol do Glorioso. Rodrigo Lindoso cobrou e parou em Paulo Vitor, mas Luis Ricardo invadiu a área precocemente, pegou rebote e só rolou para o atacante se redimir.

Neste caso, a irregularidade no momento da cobrança do pênalti interferiu no placar do jogo, já que Luis Ricardo chegou antes à bola por causa da invasão. O correto, segundo rege a regra, teria sido o juiz punir a invasão mandando repertir a cobrança.

 

Já o Vasco cedeu empate ao Volta Redonda após Nenê desperdiçar penalidade máxima diante do goleiro Mota. De quebra, o Cruzmaltino perdeu a liderança da Taça Guanabara para o rival Fluminense. E Nenê, que nunca havia perdido um pênalti pelo Vasco, enfim falhou da marca da cal.

 

De volta para a capital paulista, o São Paulo garantiu vitória de virada contra o Oeste com gol no finzinho de Maicon. Zagueiro que havia esbarrado no goleiro Leandro e perdido uma penalidade quando o jogo estava empatado em 1 a 1.

O Tricolor do Morumbi, aliás, sofre para balançar as redes da marca da cal na temporada. São cinco pênaltis perdidos em seis chances até então: aproveitamento inferior a 20%. Michel Bastos (das vezes), Ganso, Calleri e Maicon já falharam na temporada. Só Michel Bastos conseguiu converter uma chance em 2016.

 

Por fim, no Gauchão, o Inter também desperdiçou uma cobrança de pênalti com Marquinhos, na única cobrança que não foi defendida por goleiro. Quem parou o atacante, neste caso, foram as traves - já que a bola bateu os dois postes antes de sair pela linha de fundo. Pelo menos Marquinhos, assim como Rodrigo Lindoso, conseguiu se redimir marcando um gol após falhar na penalidade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos