Bauza deve dar 3ª chance a Centurión após mau início de ano

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

Um dos mais criticados pela torcida do São Paulo, o atacante argentino Ricardo Centurión deverá ganhar nova chance como titular no jogo de domingo, contra o São Bento, pela última rodada do Paulistão. O técnico Edgardo Bauza irá poupar boa parte da equipe titular e, pelo que indicou no último treino, dará nova chance a Centurión entre os titulares.

Se isso se confirmar, esse será o 14º jogo do argentino em 2016. Será, porém, a terceira chance para o atleta compatriota sair do banco de reservas e batalhar para retomar a busca por um lugar entre os titulares. Centurión iniciou o ano como titular e iniciou dez jogos enquanto foi considerado membro da equipe principal até ser sacado, após o empate por 1 a 1 contra o Trujillanos, da Venezuela.

Desde então em baixa, o atacante ganhou a segunda chance contra o Santos, na Vila Belmiro. Foi escalado como titular, mas não aproveitou a oportunidade de voltar ao time e foi sacado da partida ainda no intervalo. Nos jogos seguintes não atuou porque se lesionou, e na última partida contra o Trujillanos, voltou ao banco de reservas. Apesar da vantagem no placar, que terminou com vitória tricolor por 6 a 0, Centurión não entrou em campo.

Pior do que não conseguir jogar bem para Centurión é que companheiros que concorrem pelas mesmas vagas nas pontas do setor ofensivo começaram a atuar em bom nível e têm arrancado elogios de Edgardo Bauza. Do caso, destaca-se Kelvin, autor de dois gols nos últimos três jogos, que ganhou a primeira chance como titular na goleada por 6 a 0.

No treino de quinta-feira (7) no CT da Barra Funda os jogadores que não jogaram como titulares contra o Trujillanos, na terça-feira, participaram de um jogo amistoso contra o time sub-20 do clube. Bauza armou o time com: Léo; Caramelo, Lyanco, Lucão e Matheus Reis; Thiago Mendes e Wesley; Wilder, Daniel e Centurión; Alan Kardec. Na segunda etapa o meia Lucas Fernandes e o volante Banguelê entraram na equipe.

A equipe treinada não necessariamente é aquela que enfrentará o São Bento. É até improvável. Bauza afirmou depois do 6 a 0 que deveria promover "muitas mudanças", mas não 11 mudanças. Aqueles jogadores que não tiverem acumulado tanto cansaço irão jogar.

A preocupação principal da comissão técnica agora é preparar o melhor time possível para entrar em campo no Morumbi na próxima quarta-feira, contra o River Plate, pela Copa Libertadores. Se não vencer, o Tricolor fica muito perto da desclassificação na primeira fase do torneio continental.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos