Dupla de ataque do Manchester conta o que lembra do Mundial de 2000

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Andy Cole também jogou pela seleção da Inglaterra

    Andy Cole também jogou pela seleção da Inglaterra

Mais de 16 anos depois, Dwight Yorke, ex-jogador do Manchester United, volta ao Brasil, mais especificamente, ao Rio de Janeiro, palco do Mundial de Clubes de 2000, quando o Corinthians foi o campeão. Ele participará do evento #ILoveUnitedBrazil, marcado para o próximo domingo, em Copacabana. Trata-se de um encontro entre torcedores e astros dos Red Devils, que acontece em diferentes cidades pelo mundo.

Andy Cole, que ficou famoso ao fazer a dupla de ataque com Yorke, não estará no evento, mas também tem carinho pelas lembranças que tem do país. Como acontece com a maioria dos estrangeiros que visitam o Brasil, a dupla de ataque enche a boca para elogiar as belezas naturais da Cidade Maravilhosa. Como jogadores, também exaltam o sonho realizado de atuarem no Estádio do Maracanã.

"A atmosfera no estádio era incrível. Jogar no Maracanã é algo que provavelmente cada jovem jogador já sonhou fazer. Eu cresci assistindo grandes jogadores e jogos brasileiros naquele estádio. É um ícone no futebol e a história que ele tem. Deve ter havido mais de 50.000 fãs lá quando jogamos e o apoio e paixão foram fantásticos. Mesmo dentro do ônibus a gente podia ter uma noção real do entusiasmo de todos", disse Andy Cole por meio de sua assessoria de imprensa.

"Nós fomos após uma grande temporada ganhando a tríplice coroa em 1999 e, por isso, naturalmente, houve muita emoção e estávamos nos sentindo bem e confiantes naquele momento. Obviamente, nós estávamos jogando contra alguns dos melhores times do Brasil e do resto do mundo por isso era algo que você sempre quer como um jogador de futebol, testando-se contra o melhor", disse.

Dwight Yorke também relembrou do carinho que teve do público brasileiro e exaltou a paixão dos locais pelo esporte.

"Eu me lembro do Maracanã por que é um dos maiores e melhores estádios do mundo e você sempre quer jogar em lugares assim. Foi realmente muito especial estar no Brasil para encontrar os fãs também. Todo mundo ama futebol e esse é um dos motivos que eu estou ansioso para voltar ao Brasil", relatou Yorke.

A dupla também relembra o Mundial de 1999, quando eles se sagraram campeão em cima do Palmeiras, atuando no Japão. Cole não atuou, mas estava no elenco. Yorke entrou com o decorrer da partida e ressaltou a importância do título.

"Foi um grande jogo, porque foi logo depois de vencer a Liga dos Campeões e tínhamos trabalhado duro para chegar lá. Treinamos da mesma forma, mas sabíamos que seria um jogo difícil, jogar contra a torcida  brasileira em um clima diferente, no Japão", finalizou.

Retorno ao Brasil

Apesar de ter gostado da primeira vinda ao Brasil, Yorke espera aproveitar mais o Rio de Janeiro do que na passagem pelo Mundial de Clubes. "Quando você viaja para qualquer lugar para jogar futebol, o seu foco é treinar e disputar aquela partida. Então você não vê muitos lugares para conhecer e visitar. Estou ansioso para conhecer melhor o Rio de Janeiro com seus lugares icônicos como Cristo Redentor e claro a Praia de Copacabana, onde estaremos no domingo".

O evento com a presença de Yorke e Quinton Fortune incluirá a transmissão ao vivo do jogo do United como visitante contra o Tottenham Hotspur pela Premier League, na Praia de Copacabana. A dupla participará de uma sessão de perguntas e respostas para compartilhar histórias pessoais do tempo no clube e fará uma análise pré e pós-jogo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos