Jornal: PGR determina cooperação do Brasil com investigações sobre futebol

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Brendan McDermid

    FBI investiga presidência da CBF. José Maria Marin (foto) já foi preso

    FBI investiga presidência da CBF. José Maria Marin (foto) já foi preso

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deu parecer favorável à colaboração judicial entre Brasil e Estados Unidos na investigação sobre casos de corrupção no futebol internacional. A informação foi divulgada neste sábado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Com a medida, a PGR sugeriu a anulação de uma decisão tomada pela Justiça Federal no Rio de Janeiro, que barrava a troca de informações entre autoridades brasileiras e o FBI a respeito dos casos de corrupção no futebol revelados em 2015.

A descoberta levou vários dirigentes à prisão ao redor do mundo – entre eles, José Maria Marin, ex-presidente da CBF. Nomes como Marco Polo del Nero e Ricardo Teixeira, que também encabeçaram a entidade máxima do futebol nacional, também são investigados.

Em agosto de 2015, a pedido de autoridades dos EUA, o Ministério Público do Brasil bloqueou bens de dirigentes e empresas. Dois meses depois, a Justiça brasileira reestabeleceu o sigilo bancário de acusados e determinou que documentos e informações coletados pelo Ministério da Justiça fossem devolvidos aos donos. Os documentos foram lacrados, mas não foram enviados aos EUA.

Entretanto, em abril, o subprocurador Moacir Mendes recomendou a anulação da decisão para que a troca de informações entre os dois países volte a ocorrer. Os recursos apreendidos também seriam novamente bloqueados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos