Fred racha com Levir, se irrita em reunião e pode deixar Flu: 'ele ou eu'

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

Fred está fora do jogo deste domingo, contra o Volta Redonda, no estádio da Cidadania, pelo Campeonato Carioca. O afastamento do atacante do time do Fluminense, no entanto, pode ser ainda maior. Até mesmo definitivo. Rachado com o técnico Levir Culpi, o jogador se reuniu com a cúpula do futebol tricolor na noite do último sábado - quando pediu dispensa da partida - e não descartou deixar o clube das Laranjeiras por conta dos problemas recentes.

Muito incomodado, ele sentou com o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, e foi muito claro sobre o racha com o Levir: "Não dá mais. Agora é ele ou eu", disse, deixando claro ao mandatário ainda que não cogitava mais atuar sob o comando do atual treinador.

Participaram ainda do encontro o executivo de futebol do clube, Jorge Macedo, o irmão e empresário de Fred, Rodrigo Chaves, e o assessor do atacante, Francis Melo.

Apesar de mostrar certa surpresa com o posicionamento do principal jogador do clube, Peter Siemsen não recuou na discussão. Sereno, ele disse que respeitava a ideia do atacante de cogitar deixar o Fluminense, mas deixou claro que não perderia o atleta sem o pagamento da multa rescisória.

E é justamente tal ponto do debate que pode arrastar a novela sobre o futuro de Fred, que tem contrato até o fim de 2018. Ciente do ambiente ruim entre atacante e treinador, como divulgou inicialmente o site Globoesporte, Peter agora estuda uma maneira de não deixar o clube "por baixo" na briga. O mandatário informou a pessoas próximas que não abrirá mão de uma cobrança elevada em dinheiro para uma possível liberação do atleta. Um empréstimo a outro time brasileiro não está descartado, fazendo com que o Fluminense se livre de pagar R$ 800 mil por mês a um jogador afastado.

Levir em alta
Apesar do status de principal jogador do elenco e da condição de ídolo da torcida, Fred terá pela frente um "adversário" complicado de ser batido na disputa de bastidores nas Laranjeiras. Mesmo com pouco tempo de trabalho, o técnico Levir Culpi vem sendo muito elogiado internamente - e também nas arquibancadas - e está longe de ser cotado para deixar o clube.

Em oito jogos à frente do Flu, Levir soma cinco vitórias e três empates. Não bastasse a invencibilidade que levou o time à final da Primeira Liga e à liderança do Campeonato Carioca, o técnico ainda resolveu o problema da criticada defesa - sofreu apenas quatro gols sob seu comando.

Inicialmente, a ideia é que nenhuma decisão sobre o futuro de Fred seja oficializada até terça-feira. Até lá, o atacante está liberado das atividades com o elenco. As próximas horas, porém, prometem ser agitadas no Tricolor. Dentro e fora de campo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos