Tite e Corinthians de 2011 podem servir de exemplo para Cuca no Palmeiras

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Cuca comandará o Palmeiras pela 10ª vez nesta segunda-feira

    Cuca comandará o Palmeiras pela 10ª vez nesta segunda-feira

Eliminação precoce na Libertadores logo no começo de trabalho após muita expectativa. Esse roteiro ganhou um protagonista na última quinta-feira, depois da queda do Palmeiras na competição continental: Cuca, que terá a missão de levar o clube alviverde à rota de títulos.

Nesse cenário, o treinador do Palmeiras tem um exemplo no principal rival do clube. Tite viveu a mesma situação no começo da temporada 2011 e conseguiu reabilitar o Corinthians de uma eliminação improvável, levando o time alvinegro à conquista do Brasileirão depois de nove meses.

Na última quinta-feira, Cuca chegou ao nono jogo à frente do Palmeiras -- três deles na Libertadores. Já Tite tinha comandado o Corinthians em apenas 15 partidas (após o seu retorno ao clube, em outubro de 2010) antes de a equipe perder por 2 a 0 para o Tolima em Ibagué, na Colômbia.

Mantido no cargo, o treinador corintiano conseguiu levar o time à decisão do Campeonato Paulista dali a três meses, vencendo o Palmeiras de Luiz Felipe Scolari na semifinal -- o Santos ficou com o título estadual naquele ano. No Campeonato Brasileiro, porém, o Corinthians de Tite ergueu a taça em disputa acirrada com o Vasco nos pontos corridos. 

Cuca, após a queda na Libertadores, deixou claro que os objetivos dele no Palmeiras são a médio prazo. O planejamento, segundo ele, está ligado ao tempo de trabalho e pleno conhecimento do elenco. 

"O campeonato de regularidade, que premia o time de seis, sete, oito meses, é o grande objetivo. O meu, particularmente. Estou em fase final de análise de elenco. Temos um elenco grande, de 30 e tantos jogadores, e temos alguma necessidade. Hoje estamos bem, mas amanhã vamos estar melhores" , ressaltou o treinador.

Cuca foi vice-campeão brasileiro em duas oportunidades: com o Cruzeiro, em 2010, e o Atlético-MG, em 2012 -- nas duas oportunidades o Fluminense ficou o título ao fim das 38 rodadas.

"Eu conheço bem o Brasileiro, fui vice-campeão com o Cruzeiro e Atlético. Faltou algum pontinho. Eu sinto isso aqui, não só pelo time, mas pela condição de trabalho que tenho, e por quem está do meu lado, que são o presidente e o Mattos. É um cara que não mede esforços para nos servir. Temos de ter calma, vamos buscar esse título", frisou Cuca.

O comandante alviverde também incluiu o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil nos objetivos. "Sabemos que podemos e devemos melhorar. Falei que vamos lutar por coisas boas ainda esse ano, e vamos lutar pelo título brasileiro, paulista e Copa do Brasil", afirmou.
 
O Palmeiras de Cuca tem a chance de disputar as finais do Paulistão. Nesta segunda-feira, o time alviverde receberá o São Bernardo pelas quartas de final da competição, em jogo único -- o empate leva a decisão para os pênaltis.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos