EI anuncia cinco novos clubes, mas enfrenta problemas com Santa Cruz

Eduardo Ohata, Felipe Pereira e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Antônio Melcop

    Santa Cruz vira centro de polêmica com Esporte Interativo e Globosat

    Santa Cruz vira centro de polêmica com Esporte Interativo e Globosat

O Esporte Interativo anunciou nesta terça-feira (19), em evento no Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, algumas novidades entre os clubes que já aceitaram vender seus direitos de televisão fechada: Criciúma, Fortaleza, Paraná, Ponte Preta e Santa Cruz.

Eles se juntam a Atlético-PR, Bahia, Ceará, Coritiba, Internacional, Joinville, Paysandu, Sampaio Corrêa e Santos, totalizando 14 clubes que fecharam o contrato que terá duração de 2019 a 2024.

Há, no entanto, uma polêmica envolvendo o Santa Cruz. O time também tem acordo com a Globosat e pretende romper o pré-contrato que havia feito com o Esporte Interativo. 

Em entrevista ao UOL Esporte na tarde desta terça-feira (19), o presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes, disse que irá à Justiça por causa da quebra do princípio de equidade.

"O Santa Cruz se sentiu ofendido porque tem clubes na mesma região, com o mesmo potencial, recebendo 10 vezes mais que a gente. Em fevereiro, notificamos o Esporte Interativo que não tínhamos intenção de participar. Já estamos indo à Justiça para resolver a questão e, inclusive, devolver a luva que não quisemos receber. Interpreto que ficaremos livres para fechar com qualquer um, inclusive a Globosat, embora a gente não esteja agindo sob orientação deles", disse Alírio por telefone. 

"O princípio de equidade proposta inicialmente pela EI foi quebrado por causa das luvas. E isso estava em pré-contrato. Tinha uma cláusula supressiva no contrato que se alguns princípios não fossem cumpridos, eu poderia romper. Vi isso e avisei para que não me colocassem como clube participante", completou. 

O Esporte Interativo, por sua vez, informou que havia conversado com o Santa Cruz no domingo e que não houve pedido de quebra de contrato. Além disso, ressalta que já pagou as luvas para o clube.  

A Globosat, por sua vez, confirmou o acordo. "O Santa Cruz aceitou a proposta feita pelo Grupo Globo para as temporadas de 2019/2024 do Brasileirão. O Santa Cruz garantiu à Globo que não firmou um documento vinculante com nenhum outro canal. A Globo confia no clube", disse em nota enviada ao UOL. 

A Globosat, cujo canal de esportes é o Sportv, acertou com Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, América-MG, Grêmio, Sport, Vitória, Chapecoense, Avaí, Náutico, Goiás e Londrina.

Os dois canais cortejam o Palmeiras, principal time a não ter fechado com nenhuma das emissoras.

QUEBRAR ESTRUTURA VICIADA

No evento, Zico, ex-jogador e comentarista do Esporte Interativo, disse que ver os clubes fecharem com a concorrência da Globo é bom para o esporte. "Este anúncio quebra uma estrutura viciada do futebol", disse ele.

Ainda no evento, o Esporte Interativo anunciou que tem a intenção de fazer jogos em horários diferentes dos dias atuais, colocando as partidas mais cedo para facilitar a chegada ao estádio. Eles reafirmaram que vão pronunciar o nome dos estádios com o naming rights. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos