Denis já pode assinar de graça com outro clube, mas SP negocia renovação

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

Sucessor de Rogério Ceni tanto na função de goleiro como de capitão do São Paulo, Denis, 29, pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube e deixar o Morumbi de graça. Neste momento, o jogador cujo vínculo se encerra em 31 de agosto já está em situação desprotegida. Mas, segundo o São Paulo, as conversas pela renovação já começaram e estão perto de se concretizarem.

"Sim, a conversa tem acontecido. O Gustavo tem negociado com o Denis e seu representante e eu tenho muita esperança de que nós chegaremos a um acordo muito em breve", falou o diretor de futebol Luiz Cunha, ao UOL Esporte, citando Gustavo Vieira de Oliveira, o executivo do departamento.

Segundo avaliação de outros membros do departamento de futebol do São Paulo, não há risco a se considerar de que Denis não renove. Quem convive com o goleiro afirma que ele tem manifestado regularmente o desejo de permanecer no clube. A situação atual, no entanto, coloca o São Paulo em posição delicada: se Denis for convencido por outro clube, sairá em 31 de agosto sem que o São Paulo receba qualquer indenização por sua transferência – como aconteceu na saída do volante Wesley, do Palmeiras para o São Paulo.

Apesar de ter recebido algumas críticas de parte da torcida recentemente, Denis é prestigiado tanto pela diretoria como pela atual comissão técnica do São Paulo. Pelos dirigentes, tem a fidelidade ao clube levada em consideração por ter esperado a aposentadoria de Rogério Ceni para brigar por uma vaga, e pelo técnico Edgardo Bauza é visto como atleta de perfil de liderança – ganhou do argentino a braçadeira de capitão, mesmo com a chegada do ídolo Diego Lugano.

Dentro do São Paulo, há vozes que pedem para que o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor de futebol Luiz Cunha promovam a busca por um goleiro para competir por posição com Denis. Tais críticos estão mais no conselho deliberativo do clube do que propriamente na diretoria, em outros departamentos fora do futebol. A cúpula, no entanto, entende que até agora não há motivos para reforçar a posição.

Além de Denis, o São Paulo ainda conta com Renan Ribeiro, 26, que chegou a ser titular do Atlético-MG, chegou ao Morumbi no início de 2013 e só estreou dois anos depois, em 2015. A diretoria entende que não há razão para contratar um goleiro uma vez que já tem dois atletas de bom nível para competir internamente pela posição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos