Torcedores do Flu invadem campo após título, e polícia intervém com bombas

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após sagrar-se campeão da Primeira Liga, o Fluminense viu alguns de seus torcedores sujar a comemoração dos jogadores. Eles invadiram o campo do estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora, em Minas Gerais. A Polícia Militar teve que intervir e utilizou bombas de gás lacrimogêneo para conter os vândalos.

A atitude desses torcedores gerou uma série de episódios. O primeiro deles foi a imediata reprovação dos demais tricolores nas arquibancadas. Eles gritaram "vergonha" imediatamente após a invasão. 

Com medo do que poderia acontecer, jogadores e comissão técnica do Atlético-PR deixaram o campo e se trancaram no vestiário. Enquanto os atletas do Fluminense pareciam não se importar e continuaram comemorando, a polícia distribuía bombas para retomar a situação.

Na hora de receber as medalhas e o troféu, os jogadores do Fluminense começaram a se incomodar com o cheiro do gás de pimenta. Muitos deles utilizaram a camisa para proteger o nariz. Outros coçaram os olhos devido à irritação causada pela substância.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos